Campo Grande •17 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Da redação | Quinta, 13 de Julho de 2017 - 13h56Acusados no caso lavo jato viram réus e vão a juriDupla foi enquadrada por homicídio doloso e terá que enfrentar o juri

(Foto: Marco Miatelo)

A pedido do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, o Juiz de Direito Carlos Alberto Garcete de Almeida aceitou a denúncia em desfavor de Thiago Giovanni Demarco Sena e Willian Enrique Larrea, ambos acusados pela morte de Werner Moreira Silva, ocorrida em fevereiro deste ano em um Lava jato, em Campo Grande.

Os dois acusados viram réus no processo, respondendo por homicídio doloso - com intenção de matar. Sendo assim, o processo será julgado pelo Tribunal do Júri.

Na ação penal em que se pede a denúncia em desfavor de Thiago Giovanni Demarco Sena e Willian Enrique Larrea, o MPMS por meio da 18ª Promotoria de Justiça, entendeu que o crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, pois de acordo o procedimento investigatório

“O denunciado Willian, prevalecendo-se do porte físico franzino da vítima, imobilizou-a e agarrou-a pela frente do corpo, segurando seus braços e tórax, de forma a impossibilitar sua fuga, possibilitando, posteriormente, o denunciado Thiago, aproveitar dessa paralisação da vítima e, ligar o compressor e introduzir nela a mangueira de ar. Assim, caracterizada a qualificadora em tela, visto que a vítima imobilizada pelos denunciados, não teve qualquer chance de esboçar reação e de se defender, tampouco de fugir da investida que sofreu”.

O Ministério Público alegou ainda que os denunciados agiram com dolo eventual, pois estavam cientes do potencial ofensivo da mangueira, assumindo o risco de matar, e mesmo cientes do perigo concreto que poderiam causar, ambos inseririam a mangueira no corpo da vítima, expondo órgãos vitais à forte pressão de ar.

Após passar por procedimentos cirúrgicos no Hospital Santa Casa, Werner Moreira Silva não resistiu aos ferimentos causados pela compressão de ar e veio a óbito no dia 14 de fevereiro de 2017.

Veja Também
Sicredi Centro-Sul MS realiza doação para o Lar do Idoso de Dourados
Deputado destaca desenvolvimento econômico com chegada de recursos para Três Lagoas
Governo autoriza investimento para Três Lagoas
Crescimento do fluxo de automóveis nas estradas aumentam o risco de acidente
Audiências de custódia liberam mais brancos do que negros, diz pesquisa
Hospital cria oportunidade de reencontros para pacientes internados
Consumidor terá prazo para regularizar ligações de esgoto
Vinte e oito casais dizem 'sim' em cerimônia coletiva
Prefeitura entrega revitalização do Cras da Vila Nasser
Obras evitam transbordamento de córrego em período de chuva recorde
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento