Menu
15 de janeiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Nacional

Acordo internacional sobre controle de armamento é aprovado no Senado

Documento obriga a adoção de medidas para transferências internacionais de armamentos

12 Fev2018Agência Senado15h15

O Tratado sobre Comércio de Armas, assinado pelo Brasil no âmbito da Organização das Nações Unidas, em Nova York, em 2013, foi aprovado pelo Plenário do Senado na semana passada.

O documento obriga as partes a adotar medidas jurídicas e administrativas para o controle de transferências internacionais de armamentos, bem como de suas munições, incluindo o estabelecimento de listas nacionais para ao menos oito categorias de armas: tanques, veículos de combate blindados, sistemas de artilharia de grande calibre, aeronaves, helicópteros de ataque, navios de guerra, mísseis e seus lançadores, armas pequenas e armamento leve.

O texto estabelece padrões mínimos que devem ser observados pelas partes no controle de exportações, de modo a prevenir ou minimizar impactos negativos de transferências internacionais de armas.

Simplificação de documentos - Os senadores aprovaram também o texto de acordo assinado em 2013 entre Brasil e Uruguai sobre simplificação de documentos e desburocratização.

O acordo determina que não haverá intervenção consular de legalização como requisito de reconhecimento da validade de documentos públicos produzidos no Brasil e no Uruguai. Os documentos considerados públicos são os emitidos por funcionário público no exercício de suas funções; escrituras públicas e atos notariais; e certificações oficiais de assinaturas ou de datas que figurem em documentos privados.

O texto estabelece que para o reconhecimento mútuo bastará uma etiqueta ou intervenção acoplada de modo gratuito pelo Estado de origem do documento. A manifestação deve certificar a autenticidade da firma, a qualificação do signatário e a identidade de eventuais carimbos, etiquetas ou outras intervenções de caráter similar. Ambos os países poderão solicitar informações adicionais caso haja dúvidas acerca da autenticidade do documento.

Tramitação - Os textos de tratados e acordos internacionais dos quais o Brasil faz parte devem passar pelo crivo do Congresso nacional, que os aprova por meio de projeto de decreto legislativo. O tratado sobre comércio de armas foi aprovado pelo PDS 243/2017. Já o acordo sobre documentos públicos, pelo PDS 244/2017. Os projetos seguem agora para promulgação.

Veja Também

Banco deve indenizar cliente por cheques extraviados em depósito
Projeto prevê que escolas adotem medidas contra erotização precoce
Motorista morre e cinco ficam feridos em colisão
Cotolengo é beneficiado com Troco Solidário do Fort Atacadista
Motorista envolvido em contrabando perderá habilitação
MP de Goiás apresenta segunda denúncia contra João de Deus
Porche é flagrado a 113 km/h nos Altos da Avenida Afonso Pena
Enquete: 73,5% preferem ambulância a carnaval
Sistemas do Detran-MS estão funcionando normalmente
Veja a íntegra do decreto que flexibiliza posse de armas de fogo