Menu
27 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Campo Grande

Acidentes de trânsito mataram 36 em seis meses

Velocidade e falta de habilitação foram responsáveis por 45% dos acidentes fatais

17 Jul2017Da redação17h47

Levantamento dos órgãos integrantes do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT) divulgado nesta segunda-feira, 17 de julho, aponta que no primeiro semestre deste ano 36 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Campo Grande. O excesso de velocidade e a imperícia dos condutores por falta de habilitação para dirigir foram responsáveis por mais de 45% dos acidentes fatais.

Os números que compõem estudo do programa “Vida no Trânsito”, coordenado em Campo Grande pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau),  e que tem por finalidade desenvolver ações intersetoriais de vigilância, controle e prevenção das mortes e lesões no trânsito, são preocupantes.

De acordo com o levantamento, nos últimos dois anos e seis meses foram registrados 215 acidentes de trânsito com mortes na área urbana de Campo Grande. Sendo 96 em 2015; 83 em 2016 e 36 no primeiro semestre deste ano.

Deste total, 26.8% foram em decorrência do excesso de velocidade; 19.5% por falta de habilitação; 12.4% abuso de álcool; 12.2% avanço de sinal; 10.0% desrespeito a sinalização, entre outros. O uso de celular aparece em penúltimo lugar com 1.1%.

O levantamento revela que os maiores envolvidos em acidentes fatais continuam sendo os motociclistas, seguido de pedestres, ciclistas, condutor e ou passageiro de automóveis.

De janeiro a junho do ano passado foram registrados ao todo 3.486 acidentes, com saldo de 36 mortos. No primeiro semestre deste ano, foram 3.263, ou seja, 233 a menos, entretanto o número de óbitos se manteve o mesmo: 36 mortes.

(Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande)

Veja Também