Menu
30 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Greve

Educação nas ruas por mais verbas

“Estamos tirando dinheiro do bolso para comprar material”, afirma professora

13 Ago2019Thays Schneider10h00
(Foto: Luciano Muta)
  • Protesto acontece durante todo o dia
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

Com expectativa de reunir mais de três mil professores paralisação contra reforma da previdência, cortes nos recursos da educação e retirada dos direitos feitas pelo Governador Reinaldo Azambuja.

Toda a população foi convidada para participar da paralisação que acontece hoje em todo o Brasil e em 12 cidades do Mato Grosso do Sul. De acordo com presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso Sul) Jaime Teixeira, 5,8 bilhões foram retirados da educação desde do novo governo, a qualidade da escola pública caiu, somos contra a bancada federal do Estado que votou contra a reforma, afirmou Jaime.

“Não aguentamos mais uma reforma, cortes de verbas, não temos praticamente nada, tiramos do nosso bolso para compra matérias para ser utilizados na salas de aulas, queremos que os professores capacitados voltem a dar aula para as crianças com deficiências estudamos para isso”, afirmou a professoraRoselaine Correia.

Alunos da Universidade Federal de Campo Grande também para aderiram à paralisação, Agnes Viana estudante de  pedagogia relatam a falta de consideração com os universitários o governo quer privatizar a educação pública, é inadmissível”, afirma estudante.

Os protestos acontecem durante todo dia, deve movimentar a classe dos professores e demais profissionais da educação.

 

Veja Também