Menu
21 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Expogrande 2019

Governador quer agronegócio mais competitivo

Reinaldo despachou em gabinete itinerante na Expogrande para ficar mais perto do setor produtivo

9 Abr2019Da redação18h03
(Foto: Marco Miatelo)
  • Reinaldo Azambuja cumprimenta o presidente da Acrissul, responsável pela Expogrande, Jonathan Barbosa
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) quer aumentar a competitividade do agronegócio sul-mato-grossense. Bem por isso quer estar sempre próximo do setor para levantar as demandas. Nesta terça-feira, 9 de Abril, ele despachou o dia todo no gabinete itinerante montando dentro do Parque de Exposiçõeos Laucídio Coelho, onde está sendo realizada a Expogrande 2019.

Acompanhado de secretários de Estado, Reinaldo teve encontros com representantes de entidades como a Associação de Avicultores de Mato Grosso do Sul (Avisul), Associação Sul-mato-grossense de Suinocultores (Asumas/MS), Organização das Cooperativas Brasileiras em Mato Grosso do Sul (OCB/MS) e Associação dos Produtores de Oleogionosa (Aprosoja/MS), entre outros.

O governador também recebeu o resultado do encerramento da safra de soja e milho, que apontou aumento da área cultivada no Estado, e demandas de investimentos, principalmente para escoamento da produção.

“Tem algumas demandas resolvidas nos últimos anos. Tivemos o incremento em produtividade, a área plantada cresceu 10% em Mato Grosso do Sul, atendemos por meio dos programas os segmentos produtivos e agora temos expansão. Isso demanda alguns investimentos, rodovia, questão dos portos. Posso dizer que o balanço é extremamente positivo. Precisamos juntos ver quais os gargalos, problemas e buscar soluções para aumentarmos a competitividade desses setores”, afirmou Reinaldo Azambuja.

O governador mencionou que está em elaboração um plano de expansão que atenderá todos os segmentos, com base na construção de um novo terminal portuário em Porto Murtinho e na pavimentação de estradas, por exemplo.

Ainda no gabinete itinerante, ele ouviu reivindicações de fornecimento de energia elétrica para algumas regiões, pavimentação de estradas vicinais e pontes, todas obras que impactarão na competitividade do setor.

Veja Também