Campo Grande • 03 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | terça, 20 de setembro de 2016 - 07h16Voluntárias têm lembranças olímpicas para vida inteiraCampo-grandenses relatam que trabalho no evento esportivo superou expectativas

  
Ana Letícia promete guardar cada peça que trouxe na bagagem; como voluntária ela viveu dias felizes: "É uma experiência que não tem preço." (Foto: Roberto Okamura)
  • Ana Letícia promete guardar cada peça que trouxe na bagagem; como voluntária ela viveu dias felizes: É uma experiência que não tem preço.
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Roberto Okamura)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • Andreia Guimarães viu de pertinho grandes nomes da natação mundial (Foto: Arquivo Pessoal))
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma lembrança que jamais sairá do coração, mesmo após muitas décadas. As Olimpíadas do Rio de Janeiro marcaram para sempre as vidas das campo-grandenses Ana Letícia Tognini, 22 anos, e Andréa Guimarães, 42. Elas não são atletas e nem ganharam medalhas, mas fizeram parte do importante contingente de voluntários que trabalhou no evento.

Em agosto, dias antes de embarcarem para o Rio, as duas conversaram com a reportagem do Diário Digital e falaram sobre suas expectativas, agora, em casa e já tendo retomado suas rotinas diárias, elas garantem que a experiência foi ainda melhor do que poderiam esperar.

Passado quase um mês da disputa, Ana Letícia e Andréa revivem diariamente as lembranças do evento esportivo, olhando as muitas fotos que tiraram e os  uniformes que trouxeram na bagagem. Ana Letícia olha com orgulho para as peças de roupa e acessórios que promete guardar pelo resto da vida. Ela também juntou o maior número de botons que pode, como forma de rechear suas memórias.

A jovem trabalhou todos os dias na Praia de Copacabana onde foram  disputadas as competições de Vôlei de Praia. Ela ajudava autoridades, delegações e atletas na comunicação e auxiliava na circulação de pessoas no local do competição. "Fiz o que eu desejava. Treinei meu  inglês", conta. "Esse contato com pessoas do mundo inteiro foi o que mais me marcou.  O Rio nem parecia ser no Brasil de tanto que havia estrangeiros em todos os lugares", relembra.

A longa jornada de trabalho (8h às 15h30) nem sequer cansava a jovem. "O nosso grupo estava tão entrosado, todo mundo se dando tão bem que nem parecia trabalho. Era pura diversão. Fascinante", enaltece. A experiência de Ana Letícia como voluntária demandou gastos de R$ 4 mil em recursos próprios. "Valeu cada centavo. É uma experiência que não tem preço."

Andréa Guimarães trabalhou no Parque Aquático, próximo ao Recreio. Durante as competições de natação, ela viu de perto grandes nomes deste esporte como o recordista Michel Phelps e o brasileiro Thiago Pereira. "Ver os dois competindo nas piscinas e depois o Parque Aquático inteiro gritando, foi emocionante", detalha.

A voluntária já atuou em outra competição importante, o PAN Americano, e portanto, já conhecia a adrenalina das disputas. Porém, relata que o maior evento esportivo do mundo, tem dimensão ainda maior. Andréa é professora de natação, o que tornou a participação voluntária na competição ainda mais marcante para ela.

A campo-grandense também se disse orgulhosa pelo fato de o evento ter transcorrido muito bem, sem incidentes ou surpresas negativas. "Saber que deu tudo certo, foi muito gratificante. Fazer amizades com pessoas de todo mundo também é algo maravilhoso. É uma experiência que jamais esquecerei", valoriza.

Conforme o Comitê Olímpico, 50 mil pessoas trabalharam como voluntários nas Olimpíadas  do Rio e outros 15 mil estiveram nas Paralimpíadas, evento encerrado neste domingo, dia 18 de setembro.

Veja Também
Michel Temer está em Chapecó para homenagem às vítimas
Chapecoense: corpos das vítimas do acidente já estão no Brasil
Obras no Morenão começam nesta sexta-feira
quinta, 01 de dezembro de 2016 - 14h57CBF divulga agradecimento a colombianos por tributo à Chapecoense Time colombiano se manifestou publicamente pedindo que a Chapecoense seja declarada campeã da Sul-Americana
quarta, 30 de novembro de 2016 - 17h26Aviões da FAB estão de prontidão em Manaus para prestar auxílio na Colômbia FAB informou que ainda não há previsão de horário de partida da aeronave nem confirmação de qual será a missão
terça, 29 de novembro de 2016 - 17h58Clubes de futebol e jogadores manifestam solidariedade à Chapecoense Atlético Nacional de Medellín, que enfrentaria o clube catarinense amanhã (30), se solidarizou com os brasileiros durante a...
terça, 29 de novembro de 2016 - 17h22Após acidente com Chapecoense, final da Copa do Brasil é remarcada para dia 7 Nova data foi confirmada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF)
terça, 29 de novembro de 2016 - 16h12Presidente do STF se solidariza com famílias das vítimas de avião da Chapecoense Acidente ocorreu no começo da madrugada desta terça-feira
Atlético Nacional propõe que título da Copa Sul-Americana fique com Chapecoense
Governo do Estado divulga nota de pesar após tragédia com time do Chapecoense
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento