Campo Grande •22 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner SEGOV - Mesmo na crise Obras

Valdelice Bonifácio | Sexta, 14 de Abril de 2017 - 13h00UFMS denuncia calote de clubes que jogam no MorenãoAlguns times de futebol não estariam pagando preço público de manutenção do Estádio

(Foto: André Bittar/Arquivo DD)

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) divulgou nota pública na qual reclama que clubes de futebol de Mato Grosso do Sul não estão pagando preço público mínimo de manutenção do Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, em Campo Grande. A UFMS não revela os nomes dos clubes e nem os valores dos débitos, mas informa ter notificado os devedores e diz que adotará “medidas administrativas e judiciais cabíveis.”

O Morenão que é o maior estádio universitário do País esteve fechado por dois anos e só reabriu em janeiro de 2017 após ter passado por obras e adequações com a ajuda financeira da Fundação Estadual de Esporte e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), que investiu cerca de R$ 200 mil em reformas emergenciais.

Restaurado, o espaço foi liberado para receber jogos oficiais do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol com a capacidade parcial de nove mil espectadores. “Como contrapartida e apoio à atividade esportiva no Estado, a UFMS autorizou o uso para os jogos mediante pagamento de um preço público mínimo de manutenção para arcar com despesas básicas, como luz, água, limpeza e cuidados com o gramado”, explica a universidade.

Ocorre que, segundo a UFMS, alguns clubes não estariam pagando o preço mínimo, o que inviabiliza a manutenção do local. “Infelizmente, caso não seja honrado o compromisso assumido pelos clubes, com a devida mediação da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, a UFMS adotará todas as medidas administrativas e judiciais cabíveis para salvaguardar sua missão institucional.”

O Diário Digital buscou contato com a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul que informou que apenas o presidente da entidade é que trata do assunto. Contudo, Francisco Cezário de Oliveira não foi localizado até a publicação desta matéria.

Veja Também
Talentos do Muay Thai vendem rifas para ir à competição
Copa do servidor público começa amanhã na Capital
Universíade: Brasil conquista um ouro e um bronze no judô
Escola pública de futebol é implantada em Rochedinho
Dois mil alunos disputam Jogos da Reme em Corumbá
STJD decide que Palmeiras não terá torcida em sete jogos como visitante
Evento da Pantanal Paraquedismo tem nova data
Corinthians entra em campo neste sábado
Dois jogos movimentaram a semifinal da Copa do Brasil
Neymar e Marcelo indicados ao prêmio de melhor do mundo da Fifa
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento