Menu
24 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Copa América

Tite reclama de erros de passe, mas diz que seleção está evoluindo

Brasil venceu a Bolívia por 3 a 0, mas todos os gols saíram no segundo tempo

15 Jun2019Agência Brasil09h45

O técnico do Brasil, Tite, reclamou dos erros de passe apresentados pela seleção brasileira no primeiro tempo no jogo desta sexta-feira pela Copa América. O Brasil venceu a Bolívia por 3 a 0, mas todos os gols saíram no segundo tempo.

Durante a entrevista coletiva pós-jogo, Tite disse que a exibição do primeiro tempo, que provocou vaias de torcedores na saída para o intervalo, se deveu aos erros de passe e à marcação mais baixa da Bolívia.“Quando não está produzindo, não espere que o torcedor tenha compreensão maior. Ele vai vaiar”, disse. 

Segundo Tite, a seleção sentiu as vaias, mas ele destacou que usou isso no intervalo para lembrar aos jogadores brasileiros que é preciso enfrentar as adversidades. “O futebol aqui são as manifestações assim, nós temos de compreender e não ficar questionando".

Para o segundo tempo, Tite decidiu mudar o posicionamento da equipe. “No intervalo, a modificação foi de posicionamento, com jogador mais avançado para criação e aí criou volume”, disse.

Segundo Tite, a seleção deve crescer ao longo da competição. “Todo o processo é de evolução, crescimento e de consolidação de equipe”.

Bolívia - Para o técnico da Bolívia, Eduardo Villegas, a partida pode ser vista como dividida em dois tempos: o primeiro, em que a seleção boliviana tentou equilibrar a força com o Brasil, e o segundo, quando a equipe “desmorona” após a marcação do pênalti.

“A Bolívia esteve bem no primeiro tempo”, disse Villegas na entrevista coletiva. “A parte defensiva foi muito boa no primeiro tempo. Anulamos jogadas de gol do Brasil. Neutralizamos bem isso”, disse.

Apesar de ter criado pouco, o técnico boliviano destacou a atuação do jogador Marcelo Moreno, que, segundo ele, exigiu “esforço da defesa brasileira”. Sobre o fato da Bolívia não ter chegado com perigo ao gol brasileiro, ele disse que a Bolívia precisa atacar mais, mas que isso não foi possível neste jogo. “O Brasil não te permite isso. Eles são quase perfeitos e anularam nossas ações”, disse Villegas, que apontou que sua seleção ainda precisa melhorar muito a parte física.

A seleção brasileira volta a treinar na tarde deste sábado (15) em São Paulo e embarcará para Salvador às 20h para enfrentar a Venezuela na terça-feira (18) na Arena Fonte Nova. A Bolívia enfrenta o Peru, no mesmo dia no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Veja Também

Atacante do Botafogo sofre parada cardíaca durante treinamento
Projeto leva esporte para adolescentes acolhidos na Capital
Estudantes de 16 equipes conquistam vagas na Copa dos Campeões
MS conquista 12 medalhas
Após seis anos, Brasil volta ao Maracanã para nova final
Copa de Futebol Amador tem jogos nas regiões do Bandeira e Imbirussu
Justiça decide que Neymar deve ser julgado em Barcelona
Três Lagoas recebe jogos da Copa Assomasul neste sábado
José Abrão e Aero Rancho recebem Copa de Futebol no domingo
Abertas inscrições para Festival de Judô no Sesc Camillo Boni