Menu
29 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Esporte Paralímpico

Projeto Futuro Paralímpico retorna com modalidades para atletas e iniciantes

Programa retoma atividades esportivas para pessoas com deficiência com idade a partir de 12 anos

24 Jan2020Da redação09h50

O Projeto Futuro Paralímpico desenvolve, por meio da Fundação Municipal de Esportes (Funesp), ações sociais e esportivas para pessoas com deficiência (PCDs). Atendendo 130 crianças, adolescentes e adultos, com idades a partir de 12 nos, o Projeto retorna com oficinas para a prática e iniciação no esporte paralímpico, que acontece no Parque Ayrton Senna, Centro Olímpico Vila Nasser e no Rádio Clube Campo.

Treinando para a competição Circuito Loterias Caixa Regional, Evelen de Oliveira Xavier já voltou aos treinos com foco total. “Eu participo da modalidade de atletismo, no salto em distância. Comecei na escola com 13 anos e hoje treino no Parque  Ayrton Senna. Retornei as atividades com boas expectativas, até porque vou participar da competição em Brasília final deste mês e espero um bom resultado”, disse ela que já está no atletismo de PCDs há 15 anos.

A Coordenadora Yara Yule contou que nas oficinas acontecem as modalidades de atletismo, bocha, petra e futebol de 7 no período matutino e vespertino e as vagas já estão abertas. “Os participantes do projeto buscam além de uma qualidade de vida e saúde, interação com o grupo de PCDs e para este ano, já estamos com uma competição prevista que é o Circuito Loterias Caixa Regional, em Brasília, iniciando no dia 31/01 até  02/02, e esperamos trazer mais campeões para Campo Grande, e com isso vamos estimular a participação dos iniciantes”, disse.

Em 2019, participantes do projeto foram destaque nas modalidades de petra e futebol de 7.  Na petra, a atleta Selma Vargas Ferreira da classe RR3 bateu recorde brasileiro dos 110m e foi considerada o melhor índice técnico da prova no Circuito Loterias da Caixa e nos Jogos Paralímpicos Escolares. No futebol de 7, a seleção brasileira foi composta por 70% de atletas campo-grandense, foi bronze no Campeonato Brasileiro e nos Jogos Prapam Americanos.

Programação - Para quem quiser participar, o núcleo do Parque Ayrton Senna conta com as modalidades de atletismo e petra na segunda, quinta e sexta-feira, das 7h às 11 e das 13h às 17h. A bocha acontece terça e quarta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h. Na quarta-feira tem bocha e atletismo das 7h às 11h. Na Vila Nasser, o atletismo e a petra acontecem na terça e quinta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

 

Veja Também

Atividade física em casa é alivio para quem está na quarentena
Organizadores locais de Tóquio 2020 já avaliam hipótese de adiamento
Quarentena: Funesp cria programa espotivo para fazer em casa
Pesquisa mapeia estilo de vida da população em relação à prática esportiva
Federações estaduais suspendem campeonatos Gaúcho e Paulista
Seletiva Estadual Escolar de Atletismo será nos dias 28 e 29 de março
Pantanal Sobre Rodas representa MS em torneio de basquete
Circuito de Beach Tennis 2020 tem primeira etapa no fim de semana
Parque das Nações Indígenas recebe 15ª Corrida da Paz
Karateca de MS garante vaga na seleção brasileira pelo quinto ano consecutivo