Menu
25 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Judô para cegos

Judoca de MS conquista ouro no Parapan-Americano para deficientes visuais

Luan Pimentel é de Camapuã e é bicampeão nas disputas realizadas no Canadá neste fim de semana

13 Jan2020Da redação12h10

O judoca Luan Simões Pimentel, natural de Camapuã, conquistou a medalha de ouro do 2020 IBSA Judo American Championship, considerado o Parapan-Americano da modalidade para atletas com deficiência visual. A competição, organizada pela Federação Internacional dos Desportos para Cegos (IBSA), foi realizada em Montreal, no Canadá, de 10 a 12 de janeiro.

O sul-mato-grossense era o atual campeão do torneio continental, na categoria sênior leve, até 73 quilogramas. A seleção brasileira de judô, composta por 12 atletas, ainda assegurou mais oito medalhas, das quais quatro foram de ouro, três de prata e uma de bronze.

O evento no país norte-americano foi o primeiro do ano contando pontos para o ranking mundial, que serve como base para definir os participantes brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Verão 2020, em Tóquio, no Japão. O evento multiesportivo acontecerá de 25 de agosto a 6 de setembro. Na última lista, divulgada em outubro do ano passado, Pimentel aparecia na 14ª posição. Apenas 12 farão parte da delegação verde e amarela.

“Essa competição foi muito importante para mim, estava precisando de bastante pontos no ranking para subir o mais rápido possível. Consegui a medalha de ouro e vou continuar na briga pela vaga”, destacou Pimentel, judoca que representa o Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos “Florivaldo Vargas” (Ismac), de Campo Grande.

Para alcançar o lugar mais alto do pódio em Montreal, Pimentel encarou – e derrotou – três adversários que já havia superado nos Jogos Parapan-Americanos 2019 de Lima, no Peru, para garantir mais uma condecoração dourada para o currículo. Assim como na capital peruana, seu oponente na final foi o argentino Rodolfo Fabian Ramirez, novamente derrotado por ippon. Na trajetória rumo ao ouro, o camapuanense ainda venceu o mexicano Abraham Ortiz e Anthony Ferraro, dos Estados Unidos.

O 2020 IBSA Judo American Championship foi a última competição do continente americano antes das Olimpíadas de Tóquio. Além da parada no Canadá, as etapas da Inglaterra (em abril) e Azerbaijão (em maio) do Grand Prix, da IBSA, também somarão pontos na disputa pelas vagas paralímpicas no judô.

Luan Pimentel tem baixa visão (classe B3) devido ao albinismo. O atleta de Camapuã é um dos contemplados pelo programa Bolsa Atleta, na categoria pódio complementar, criado e oferecido pelo Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte). No dia 30 de dezembro, Pimentel também foi selecionado pelo Bolsa Atleta federal, na categoria internacional, da Secretaria Especial do Esporte e é um dos 93 sul-mato-grossenses beneficiados.

Veja Também

Projeto Futuro Paralímpico retorna com modalidades para atletas e iniciantes
Águia Negra vence o Pontaporanense na primeira partida do Estadual
Estadual de Futebol tem início nesta quarta-feira
Decisão sobre abertura do Morenão sai até sexta-feira
Pista de Atletismo inaugura em fevereiro
Ex-ídolo do Galo é salvo por uruaios
Vistorias garantem segurança do torcedor no Morenão
Escola da Capital desenvolve vôlei de praia por meio de programa da Fundesporte
Projeto em parque de Campo Grande fomenta as categorias de base do ciclismo
De olho nas Paralimpíadas, judoca de MS inicia ano em competição no Canadá