Menu
7 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Projeto Gol do Brasil

Formação de novos jogadores

Projeto da CBF de valorização ao futebol de base pode ser implantado em MS

11 Nov2019Da redação10h19

O diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Ferreira Miranda, reuniu-se, na última quinta-feira (7.11), com o coordenador do programa CBF Social, Diogo Cristiano Netto, para discutir a implantação do projeto Gol do Brasil Legado em Mato Grosso do Sul. O objetivo é desenvolver o futebol de base sul-mato-grossense por meio da qualificação de profissionais dos clubes, sob orientação metodológica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em parceria com o Governo do Estado e Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS).

De acordo com Miranda, a proposta da entidade que administra a modalidade no país foi apresentada às unidades federativas e cidades que não receberam diretamente jogos da Copa do Mundo de 2014. O projeto socioeducacional prevê a implantação das chamadas Unidades de Aplicação da Metodologia (UAM), que seguem o padrão de excelência da CBF na qualidade dos serviços prestados. “A CBF nos apresentou um programa de legado, desenvolvido especialmente para estas regiões e estamos tentando incorporar no Governo do Estado”.

“Com o Gol do Brasil Legado, a CBF custeará todo o material esportivo e de divulgação. Já o Governo do Estado entra com o espaço e o pagamento do professor. A qualificação profissional, dentro de uma metodologia muito interessante que eles desenvolvem, fica sob responsabilidade da CBF”, ressalta Miranda.

Reunião

O foco da instalação do programa não está só em Campo Grande, mas também nos principais municípios de Mato Grosso do Sul, destaca o diretor-presidente da Fundesporte. “Conversamos sobre a necessidade de formar uma comissão estadual para o desenvolvimento do futebol de base no Estado, já que praticamente nenhum clube profissional tem um trabalho forte na formação de atletas”.

Miranda aproveitou o encontro para apresentar ao coordenador do programa CBF Social, Diogo Netto, o trabalho desempenhado pelo Programa Escolar de Formação e Desenvolvimento Esportivo de Mato Grosso do Sul, da Fundesporte. A ideia é alinhar a metodologia da CBF ao projeto dentro das escolas. “Apresentamos o nosso programa e o Diogo Netto ficou impressionado com a dimensão e metodologia que criamos. A ideia é uma fusão, utilizar esse programa tanto para implantação do Gol do Brasil Legado, quanto para, de alguma forma, criar uma estrutura de base dos clubes”.

“Já que o programa em Mato Grosso do Sul já está instalado e temos toda a sistemática de contratação de professores e instalação dos polos, fica muito fácil só aplicar o ‘know-how’ que a CBF tem, com seus profissionais e principalmente no fornecimento do material esportivo”, finaliza Miranda.

O programa

O programa prevê a implantação de um sistema que permita aos profissionais envolvidos acompanharem o desempenho dos alunos do Gol do Brasil. Por meio de plataforma digital própria da CBF, serão cadastrados alunos e professores para o monitoramento dos indicadores escolares das crianças - registro de aulas e presença, por exemplo, bem como características de suas vidas em comunidade e família.

Além disso, ocorrerão as avaliações periódicas de desempenho técnico, médico e relacionadas às habilidades de vida. A CBF disponibilizará, ainda, cursos de aperfeiçoamento aos professores e acompanhamento das aulas, quer seja presencialmente ou por meio de câmeras instaladas no campo.

 

Veja Também