Menu
23 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Bonito

Contagem regressiva de 16 dias para a largada do Bonito Cross

Competição de trail run, duathlon e mountain bike está programada para acontecer nos dias 16 e 17 de fevereiro na zona rural do município

31 Jan2019Da redação19h53

Competir em meio a natureza, respirar ar puro e ainda desafiar os próprios limites em uma prova que promete muitas surpresas em trilhas e estradas de terra. Assim será o Bonito Cross, competição de trail run (corrida de trilha), duathlon (pedal e corrida) e mountain bike programada para acontecer nos dias 16 e 17 de fevereiro na zona rural do município de Bonito, distante 297 km de Campo Grande.

A disputa de trail run vai abrir a competição no sábado, dia 16, às 7h30. Já as provas de MTB e Duathlon vão acontecer no domingo, dia 17, às 7h30 e 7h45, respectivamente, todas com largadas e chegadas na Praia da Figueira, distante 18 km do centro de Bonito.

Conforme o regulamento, estarão em ação competidores com idade entre 18 a 29 anos, 30 a 39, 40 a 49 e acima de 60 anos no trail run; 16 a 29 anos, 30 a 39, 40 a 49 e a partir de 50 anos no duathlon e mountain bike. Os percursos serão de 12,2 km (Trail Run), 5 km + 21,5 km de Bike + 1,3 km de corrida (Duathlon) e 61,7 km, 39 km e 31,8 km (Cross Mountain Bike).

Restando duas semanas para o evento, cresce a expectativa dos atletas sobre como serão as trilhas e suas dificuldades. “Vamos ter muito terreno irregular e muitas subidas, muitas pedras, mata fechada, raízes e erosões pelo caminho”, disse Allan Velcic, instrutor de esportes radicais e coordenador de percursos doBonito Cross. “Haverá surpresas nos trajetos das três modalidades”, afirmou.

Sem reconhecimento de trilha - O regulamento determina que não haverá reconhecimento de trilha, o que na prática significa a certeza de fortes emoções para os competidores.

“Ninguém vai poder fazer nenhum tipo de reconhecimento de percurso até por uma questão de igualdade para todos os participantes, porque não serão todos os atletas que terão condições de fazer o reconhecimento das trilhas”, afirmou Allan.

A previsão da organização do Bonito Cross é de que a técnica dos atletas será fundamental para o domínio e superação das dificuldades durante as provas nas três modalidades, especialmente no percurso de mountain bike, que terá uma elevação acima de mil metros para  61,7 km de prova.

“Quando definimos as trilhas a ideia foi oferecer aos atletas uma disputa técnica, onde prevaleça a perícia e a habilidade de cada um”, friou Allan. De acordo com a programação, na corrida de MTB o ciclista vai percorrer 15 km de single-track, que é o trecho com várias subidas, muitas pedras e muito terreno irregular. “Eu acredito que a prova  de MTB será definida nesse trecho”,  prevê ele. 

Se por um lado a ideia foi oferecer aos atletas uma disputa técnica com trilhas repletas de dificuldades, a hidratação dos competidores durante a prova também está entre os itens importantes. Antes das largadas haverá checagem dos equipamentos, especialmente do kit de água ou isotônico. Mais informações sobre a programação da prova, percursos, kits e regulamento podem ser acessadas no site oficial da competição.

Veja Também

Presidente da Caixa vistoria obra da pista de atletismo na Capital
Nova lei define 1º de Outubro como Dia Estadual do Jiu-Jitsu
Prefeitura de Corumbá realiza curso de arbitragem para atletismo
Inscrições abertas para o Estação Juventude
Cowboy de Itaquiraí conquista vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020
1º Festival Escolar de Badminton  será neste sábado em Coxim
Atletas de Três Lagoas se classificam para Etapa Nacional em Santa Catarina
Campeonato Estadual de Boxe acontece neste fim de semana em Campo Grande
Aulas de ciclismo gratuitas chegam ao Parque Ecológico do Sóter
UFGD vai sediar competições de ciclismo speed e mountain bike