Campo Grande •12 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner ALMS - Materiais Campanha Gestão para Pessoas Sustentação

Da redação | Terça, 6 de Junho de 2017 - 18h55Campo Grande é a primeira Capital a ter uma política pública desportivaPolítica esportiva se estabelece com criação de comissão municipal do sistema de esporte e lazer

Prefeito Marquinhos Trad e o diretor da Funesp Rodrigo Terra, assinaram o Decreto da Criação da Comissão Municipal do Sistema de Esporte e Lazer
Prefeito Marquinhos Trad e o diretor da Funesp Rodrigo Terra, assinaram o Decreto da Criação da Comissão Municipal do Sistema de Esporte e Lazer (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande)

Nesta manhã na Câmara municipal, o prefeito Marquinhos Trad e o diretor da Fundação Municipal de Esporte (Funesp) Rodrigo Terra, assinaram o Decreto da Criação da Comissão Municipal do Sistema de Esporte e Lazer.

Com a assinatura desse Decreto, a política esportiva de Campo Grande muda de patamar e passará a ter um plano próprio, com metas estabelecidas, objetivos e financiamento próprio.

O prefeito Marquinhos Trad afirmou que o sistema será o primeiro a ser criado em uma capital brasileira. “Somos a primeira capital do país que terá uma política pública desportiva. Estamos aqui na Câmara Municipal porque aqui nasceu este decreto que vai criar uma comissão com homens e mulheres comprometidos, e mais que isso, compromissados, com a ética e com a sabedoria para redigir o anteprojeto que vai dar origem a lei”, afirmou.

Com a assinatura do decreto, os 31 membros da comissão irão elaborar o texto do Sistema de Esporte e Lazer de Campo Grande. Eles têm 120 dias para preparar o anteprojeto de lei que irá criar do Sistema Municipal de Esporte e Lazer.

Para o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, o mais importante com a criação da comissão, e posteriormente do sistema municipal, é a mudança de paradigma, de patamar, que esporte passa a ter. “A partir da criação do Sistema de Esporte e Lazer, a política de esporte e lazer do nosso município muda de patamar. A gente inverte a lógica, uma lógica onde o cidadão procura o poder público para apoiar as atividades. A partir do sistema vamos estipular, estabelecer qual é o plano de ação que nós queremos para a política esportiva campo-grandense. A política esportiva passa a ter um plano de metas estabelecidas, de objetivos, de financiamento próprio. Algo que nunca aconteceu”, explicou.

Empossado hoje, o professor Jairo Rodrigues, representante do ensino superior e integrante do Conselho Superior de Educação Física, enfatizou a importância do sistema que fará com que as políticas públicas do esporte se mantenham. “Nunca houve essa preocupação de criar uma comissão que pense o esporte, para que tenha políticas que não se percam os anos. O esporte sempre foi gerido de acordo com a vontade de quem estava na pasta. Com a mudança de gestão muitos projetos deixavam de ter continuidade. Agora, as políticas serão perenes”, disse.

Para John Terena, da “Equipe de Treinamento e Futebol Juventude CG”, que também foi empossado nesta terça, a continuidade dos projetos dará mais oportunidade aos jovens. “Eu devo muito ao esporte. Ele me ajudou a desenvolver socialmente, me educou e me ajudou na questão intercultural. Com este sistema teremos um marco regulatório do esporte em Campo Grande. Pode parecer simples, mas o esporte ainda tem dificuldades para ser fomentado. A partir dele a gente também educa, socializa uma criança”, afirmou.

Para finalizar, o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha, disse não ter dúvidas do trabalho que a comissão vai realizar. “Será de alta qualidade e após a conclusão deste trabalho inicial vamos entrar na questão da formatação legal. O anteprojeto virá para esta Casa de Leis e com certeza nós teremos a aprovação deste sistema”, disse.

A comissão é formada por membros da Sociedade Civil, Entidades Esportivas, órgãos municipais, imprensa, entre outros. A partir da publicação no Diário Oficial, os membros passarão a estudar artigos e normas que tratam sobre o assunto, como por exemplo: a Lei do Sistema Nacional Esportivo, a Lei Pelé e as deliberações que já foram tomadas nas conferências nacionais para criar o anteprojeto que dará origem a lei que criará o Sistema Municipal de Esporte e Lazer.

Veja Também
9º Circuito de Caminhadas do Servidor acontece neste sábado
Projetos esportivos promovem a saúde e revelam talentos
Bonito recebe etapa do estadual de beach tennis no fim de semana
Final do Motocross Nacional será domingo em Rochedo
Confira os campeões da Copa Cidade de Voleibol
Escola pública de futebol tem 12 núcleos instalados
Título da FVee será decidido neste domingo no autódromo da Capital
Brasil jogará contra Suíça, Costa Rica e Sérvia na Copa
Tri color da América
Quinta, 30 de Novembro de 2017 - 07h42Delegações agradecem governo do Estado e comemoram volta dos Jogos da Melhor Idade 324 homens e 286 mulheres inscritos nos Jogos estarão envolvidos até o próximo sábado nas disputas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento