Campo Grande •22 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da Agência Brasil | Quarta, 30 de Agosto de 2017 - 18h21Brasil termina Universíade em 28º lugar no quadro de medalhasResultado brasileiro foi o melhor entre os países sul-americanos

Brasil levou 19 atletas olímpicos para a Universíade e disputou medalhas em 14 modalidades.
Brasil levou 19 atletas olímpicos para a Universíade e disputou medalhas em 14 modalidades. (Foto: Divulgação/Fellipe Chagel/CBDU)

Com dois ouros, quatro pratas e seis bronzes, o Brasil terminou a Universíade em 28º lugar no quadro geral de medalhas. O país competiu em Taipei com a maior delegação de sua história, de 180 atletas, e teve a maior parte das conquistas no judô, esporte em que foram garantidas sete das 12 medalhas brasileiras.

O Brasil levou 19 atletas olímpicos para a Universíade e disputou medalhas em 14 modalidades.

O último pódio foi o ouro no futebol feminino, conquistado na prorrogação da final contra o Japão. As brasileiras venceram por um a zero, com gol marcado por Diany.

Na Universíade de 2017, o Brasil buscava reduzir a distância para o top 10 no quadro geral, porém perdeu colocações em relação à competição de 2015, quando ficou em 23º. Apesar disso, o número de medalhas aumentou de oito para 12, com a manutenção da marca de duas medalhas de ouro e o incremento de duas pratas e dois bronzes.

Além do futebol, os pódios brasileiros se concentram em três esportes: natação, taekwondo e judô.

A judoca Bárbara Timo conquistou o ouro na categoria até 70kg. Gabriela Chibana (-48kg) e Eleudis Valentim (-52kg) foram prata. A equipe masculina levou para casa o bronze, assim como Vinicius Panini (-81kg), Ruan Isquierdo (absoluta) e Tamires Crude (-57kg).

No taekwondo, Maicon Andrade chegou à final da categoria mais de 87kg, mas sofreu uma lesão e recebeu recomendação médica para não disputar a última luta. Por isso, ficou com a prata.

Na natação, Henrique Martins ficou em terceiro lugar nos 50 e nos 100 metros borboleta, e Ítalo Manzine subiu ao segundo lugar do pódio por seu tempo nos 50 metros livre.

O resultado brasileiro foi o melhor entre os países sul-americanos, mas ficou atrás do México, que chegou à 13ª colocação com seis ouros, e da República Dominicana, que ficou em 18º lugar, com quatro.

Veja Também
Renato Gaúcho pode entrar para a história com o Grêmio
Libertadores: Grêmio usa drone para espionar Lanús
Quase um ano do
Confira o que falta para terminar a Série B
Palmeiras busca a vice-liderança contra o Avaí
Prefeitura abre vagas para a escolinha de futsal de Brasilândia
Superliga masculina leva a melhor sobre o JF Vôlei
Confira tudo sobre a 36ª rodada do Brasileirão
Jogos Radicais Urbanos movimentam Campo Grande
Confira quem ainda briaga por vaga na Libertadores da América
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento