Menu
22 de maio de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Esporte

Atleta de Campo Grande relata trajetória ao entrar para MMA

Com ajuda de parceiros, Janaína se motiva a cada luta

25 Abr2019Da redação10h05

O que era pra ser apenas uma atividade física, acabou se tornando uma paixão. A história começou quando a fisioterapeuta Janaína de Oliveira Souza tinha 23 anos e buscou uma academia de Campo Grande para treinar Muay Thai. O esporte, conhecido por trazer diversos benefícios para a saúde humana, é muito procurado principalmente por pessoas que querem melhorar o condicionamento físico. E assim foi com Janaína.

Por incentivo de seu professor, durante três anos praticou essa modalidade. No entanto, em 2011, precisou parar, mas sempre mentalizando que voltaria. Seu retorno foi em 2013, novamente por incentivo de seu treinador. Mas foi em 2014 que Janaína finalmente participou de seu primeiro campeonato de Muay Thai.

Em 2017, ela começou a participar de campeonatos competindo na modalidade Kickboxing, esporte de contato que também é praticado como defesa pessoal e que ajuda no condicionamento físico do atleta. A partir daí, vieram outras competições e vitórias, como em dezembro do mesmo ano, onde venceu no I Combat de Kickboxer, e em março de 2018, participando do Estadual de Kickboxer, com duas lutas, campeã em uma e vice-campeã em outra. Na Copa Brasil de Kickboxer, em dezembro de 2018, ela novamente foi campeã. E, em março desde ano (2019) a atleta participou do Campeonato Brasileiro Centro-Oeste, conquistando o título de campeã.

Com novos desafios, há cerca de seis meses Janaína passou a praticar também o jiu-jitsu. O objetivo? Lutar MMA. “Para isso, é fundamental a base que o Jiu-Jitsu oferece”, explica. Com isso, ela se divide em uma intensa rotina de treinos. “Três vezes por semana, faço jiu-jitsu. Já o Muay Thai, treino todo dia e malho para fortalecer os músculos. Tudo isso só é possível por conta do apoio dado pelos professores Rodrigo Otávio e Everton Ortiz”, garante.

Janaína também é fisioterapeuta e concilia a rotina de treinos com os atendimentos em seu consultório particular, localizado no bairro Moreninhas, região sul da Capital. Pós-graduada em ortopedia, ela atende a crianças e adultos. “A vantagem é que meu trabalho possibilita flexibilidade de marcar horários para treinar de forma mais tranquila, já que o consultório é meu”, afirma.

Atualmente, a atleta conta com uma ajuda imprescindível para que continue participando dos torneios e campeonatos. “O Fort Atacadista tem sido um grande parceiro nesse sentido, me auxiliando com uma ajuda de custo mensal, para compra de alimentação adequada, suplementos, roupas, uniformes e luvas, e também com a condução. Sem dúvida, é um apoio que me motiva ainda mais para seguir trilhando meus objetivos”, pontua.

E, assim, ela continua a todo vapor com os preparativos para os próximos campeonatos. No dia 11 de maio, Janaína participa de um Campeonato de Jiu Jitsu em São Gabriel do Oeste. A expectativa também é grande para a participação no Campeonato Brasileiro de Kickbox, que será realizado em junho no estado de São Paulo. “Será uma seletiva para os Jogos Panamericanos que ocorrerão em Lima, no Peru”, finaliza.

Veja Também

Copa de Futebol Amador incia jogos da Região Centro neste sábado
Jogos de futebol amador começam neste sábado no São Conrado
Boxeador de MS e campeão brasileiro
Futebol de 5 do MS conquista título inédito para o Estado
Insegurança leva mulheres às artes marciais
Nadador paralímpico André Brasil é considerado inapto para competir
Copa Assomasul começa neste sábado com rodada em Antônio João
Atleta de Dourados conquista mundial de jiu-jitsu
Davi vende rifas para alcançar um sonho
Usuário de drogas é assassinado na madrugada