Menu
24 de setembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Segov- Campanha Semana Nacional do Trânsito
Educação

“Ser médico e praticar humanidade”

João Vilela é destaque nacional com apoio da escola e da família

15 Set2018Heloísa Carvalho - Especial para o Diário Digital14h20
(Foto: Luciano Muta)
  • João que ser médico para praticar a humanidade
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

“Esse destaque é devido ao meu rendimento nos estudos. Isso é um indicativo de que estou no caminho certo. Mas isso vai além, o respeito que a escola teve comigo foi muito diferente”. Esse é o motivo para João Fernando dos Santos Vilela de 26 anos se considerar destaque na escola e ficar entre os 10% do sistema brasileiro de ensino. O jovem que está no terceiro ano do cursinho é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O estudante está se preparando para mais um desafio: prestar vestibular para Medicina, que sempre foi o seu objetivo.

A escolha do curso foi feita junto com os parentes, ele relata que o apoio foi essencial. “Juntamos todos da família e fizemos uma reunião para decidirmos. Todos aceitaram a minha decisão e ai eu comecei fazer o cursinho”. Ano passado João fez o vestibular, mas devido à redação não foi selecionado no curso.

 A escolha da escola também foi essencial, segundo o estudante o ambiente é muito acolhedor, pois, possui uma excelente didática e a disponibilidade dos professores é muito importante. A indicação da amiga fez com ele estudasse na instituição.

Para complementar as disciplinas, João faz cursos paralelos de matemática, biologia, física e redação. O jovem anseia fazer uma especialização em pediatria e se possível um doutorado depois que terminar o curso de Medicina. A dedicação do aluno aos estudos é grande, no inicio ele estudava aproximadamente 14 horas por dia, mas com a aproximação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a rotina ficou mais intensa, entretanto não abre mão dos fins de semana. “Eu faço questão de deixar um dia da semana para ir ao terapeuta, pois, me auxilia muito nos estudos e de mês em mês eu frequento o psiquiatra. Aos finais de semana eu faço trilha com as minhas cachorrinhas e fico com a minha família”.

O estudante tem um apoio muito grande da família, para ele não possui lugar melhor do que estar com eles. “A minha família compra os meus sonhos junto comigo. Eu tenho dedicação exclusiva aos estudos por causa deles, pelos sacrifícios deles”.

A mãe de João, Rosana Ferreira dos Santos, 50 anos, diz toda orgulhosa que o verdadeiro destaque do filho na escola é devido ao apoio familiar que tem em casa. Ela relata que a principal qualidade do estudante é o caráter e o respeito.

Para João, a humanidade é fundamental na vida das pessoas e pretende levar este atributo para a Medicina. “Eu acho que tudo se resume na humanidade, desde a escola até vida profissional. Eu tento ser mais humano possível”.

 

Veja Também