Menu
25 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Negociação

Trabalhadores da construção pesada avaliam proposta de reajuste

Reivindicação do sindicato é de aumento de 10%; patrões oferecem 3%

10 Mai2017Da redação18h19

A diretoria do Sinticop-MS (Sindicato dos Trabalhadores na Construção Pesada de Mato Grosso do Sul) teve a primeira reunião esta semana com o Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil) sobre o dissídio da categoria. Os patrões ofereceram 3%. “Este índice não repõe nem mesmo a inflação do período, mas vamos levar a proposta ao conhecimento dos trabalhadores”, afirma Walter Vieira dos Santos, presidente do Sinticop.

A reivindicação do sindicato é por um reajuste de 10% nos salários para que o trabalhador tenha ganho real. Outras reivindicações são PLR (Participação nos Lucros e Resultados); assistência médica; cesta básica no valor de R$ 250,00; e horas in itinere - que é a computação do tempo durante o deslocamento de ida e volta ao trabalho quando o percurso não é servido por transporte coletivo.

“Já fechamos acordo direto com algumas empresas que atenderam a maior parte das nossas reivindicações, por isso tudo indica que os trabalhadores vão esperar uma proposta melhor do Sinduscon”,  explica o presidente do Sinticop.

O Sinticop representa cerca de 5 mil profissionais no estado que trabalham em obras de infraestrutura.

Veja Também