Campo Grande •26 de Maio de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da Agência Brasil | Sexta, 6 de Janeiro de 2017 - 10h15Tesouro fixa regras para contratação de operações de crédito por estadosProcedimentos serão discriminados no Manual para Instrução de Pleitos

A Secretaria do Tesouro Nacional definiu regras para contratação de operações de crédito por estados e municípios. A Portaria nº 9, publicada hoje (6) no Diário Oficial da União, regulamenta os procedimentos e competências do Tesouro Nacional para verificação do cumprimento de limites e condições para a contratação de operações de crédito externo ou interno e para a concessão de garantias pelos estados, Distrito Federal e municípios.

Segundo a portaria, a medida considera a necessidade de “garantir a segurança, a racionalidade, a tempestividade, a transparência e o controle no processo de verificação de limites e condições para a contratação de operações de crédito, para a concessão de garantia”.

Os procedimentos de instrução dos pedidos de verificação de limites e condições para contratação de crédito serão discriminados no Manual para Instrução de Pleitos (MIP), editado e atualizado periodicamente pela Secretaria do Tesouro Nacional. O MIP será disponibilizado na internet.

Verificação de limites

A portaria estabelece, ainda, que o envio de pedidos de verificação de limites e condições e de documentos será feito por meio do Sistema de Análise da Dívida Pública, Operações de Crédito e Garantias da União, Estados e Municípios (Sadipem).

A análise dos pedidos de verificação de limites e condições será feita no prazo de 10 dias úteis. Caso os documentos ou informações sejam considerados insuficientes ou inadequados para a análise, será solicitada a complementação. Se as exigências para adequação não forem atendidas em até 60 dias o pedido será arquivado.

Se forem constatadas irregularidades, a unidade da Federação terá 60 dias para contestação, podendo o prazo ser estendido por igual período. Se a conclusão da análise for de operação irregular, o Senado Federal, a unidade da Federação, o Poder Legislativo local e o Tribunal de Contas serão comunicados.

A portaria também estabelece que a Secretaria do Tesouro Nacional estará impedida de concluir análise de outros pedidos de verificação de limites e condições da unidade da Federação, enquanto a irregularidade estiver pendente.

Veja Também
Contas de luz de junho terão bandeira verde, sem acréscimo na tarifa
Troca de experiências e negócios em cafeteria
Feira de imóveis é oportunidade de comprar casa própria a partir de R$ 100 mil
CDL-CG e Sebrae realizam Missão Food Brasil
Quinta, 25 de Maio de 2017 - 13h07Taxa de juros do rotativo do cartão de crédito cai para 422,5% ao ano Queda em relação a março, foi de 67,8 pontos percentuais
Quinta, 25 de Maio de 2017 - 10h30Confiança do Comércio recua em maio depois de cinco altas consecutivas Resultado ocorre após cinco altas consecutivas, período em que indicador acumulou crescimento de 11,1 pontos
Quarta, 24 de Maio de 2017 - 12h25Lucro da Caixa cresce 81,8% no primeiro trimestre deste ano Ao final de março, a Caixa possuía R$ 2,2 trilhões em ativos administrados
Conta de luz pressiona inflação, diz FGV
Comércio apresenta queda de receita
Segunda, 22 de Maio de 2017 - 11h38Fiems defende continuidade das reformas Entidade que representa o setor da indústria pede calma diante a crise para que não hajam retrocessos
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento