Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Crise

Quase 60% têm dívida em atraso

Campo-grandenses já estão completando mais de 90 dias de pagamento vencido

2 Ago2017Laureano Secundo09h18

Em julho, 59,3% dos entrevistados  de uma pesquisa realizada em Campo Grande declararam que estão com suas finanças comprometidas com dívidas. A inadimplência da população está relacionada principalmente a falta de fundos para o pagamento de  cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, frente a 52,9% em junho.

A PEIC (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), divulgada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) indica aumento nos índices de endividamento – ou seja, compromissos parcelados – e também de inadimplência, entre campo-grandenses.

Dos endividados, 35,8% estão com contas em atraso, frente 28,5% em junho e o índice dos que declaram que não terão condições de pagar subiu de 13,9% a 17,5%. “Embora existam indícios de recuperação da economia, o momento ainda é de cautela, já que  62% dos que têm contas em atraso já estão com mais de 90 dias de pagamento vencido”, observa o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.

Veja Também

Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados começa em agosto
Prefeitura reajusta salários de 22 categorias
Inflação dos aluguéis recua
Pagamento começa em 27 de agosto
Exportação de industrializados cresce 26%
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Comércio do centro tenta reduzir prejuízos
A partir desta segunda, consulta ao saldo do PIS está liberada
Má governança ambiental põe em risco a contribuição brasileira para o Acordo de Paris
Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 1,75%