Menu
27 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Pesquisa

Procon registra acréscimo de até 182% em produtos de higiene pessoal e limpeza

O shampoo tresemé com 400ml era vendido por R$ 14,25 e pode ser encontrado por R$ 8,32

16 Ago2019Da redação10h35

Equipes pesquisadores da Superintendência para Orientação Defesa do Consumidor - Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast realizaram  verificação de preços de produtos de higiene  pessoal e limpeza no período de  31 de julho a 14 de agosto.  Foram visitados  11 estabelecimentos comerciais  em Campo Grande e verificados preços de  236 produtos com caraterísticas iguais, dos  quais 183 foram liberados para divulgação.

A pesquisa leva em consideração, para divulgação, a existência de produtos iguais em, pelo menos, três dos estabelecimentos onde ocorrem os levantamentos. Foram detectadas diferenças de preços  que vão de 10,97 por cento no caso de  amaciante de roupas minuano que pode ser encontrado a  R$ 6,29 na loja  do Fort Atacadista  da  avenida Guri Marques enquanto é vendido por R$ 6,98 na unidade da rede Legal de Supermercados da avenida José Nogueira Vieira, enquanto a maior diferença chega a 182,96 por cento para aquisição de aparelho de barbear  prestobarba que custa R$ 11,29 no Carrefour, enquanto n na avenida Afonso Pena podendo ser adquirido por R$ 3,99 no supermercado São João, na avenida Tancredo Neves.

Para maior abrangência, neste levantamento foram  pesquisados estabelecimentos localizados nos mais diversos pontos de Campo Grande como é o caso do Assai Atacadista (avenida Cônsul Assaf Trad), Atacadão (avenida Duque de Caxias), Carrefour (avenida Afonso Pena), Comper Hipermercado (avenida Günter Hans), Extra Supermercados (rua Maracaju), Fort Atacadista (avenida Guri Marques). Rede Econômica Pague Poko ( Taquaral Bosque), Supermercado Pires (avenida Guaicurus), Supermercado Legal (avenida José Nogueira Vieira), Supermercado São João (avenida Presidente Tancredo Neves) e Walmart (avenida Mato Grosso).

O setor de pesquisas do Procon Estadual realizou, também, verificação para estabelecer termos comparativos entre os valores praticados no trimestre anterior, bem como no ano passado e, para isso, teve como parâmetros produtos com características iguais aos  que foram vistos na pesquisa atual. Entre os itens verificados  alguns sofreram aumento, a exemplo de desodorante roll-on Rexona que, no trimestre passado era vendido a R$ 8,01 e, agora o seu preço chega a R$ 12,77, o que configura 37,27 por cento a mais. No entanto, foi detectado produto com decréscimo de preços. O shampoo tresemé com 400ml era vendido por R$ 14,25 e pode ser encontrado por R$ 8,32, numa defasagem de -71,27 por cento.

Em se tratando de preços praticados no ano passado, também foram estabelecidas as variações. Tanto houve acréscimo como defasagem. Coincidentemente o desodorante roll-on Rexona apresentou o mesmo índice de acréscimo (37,27%) tanto na comparação trimestral como anual, enquanto o shampoo tresemé, também foi o produto com maior decréscimo de preço (-67,79%). Novamente ficou demonstrado que o consumidor que pesquisa preços tem possibilidade de pagar mais barato pelo produto que deseja adquirir.

Veja Também

Cai estimativa do mercado financeiro para inflação, diz BC
Preço do protetor solar varia até 83% na Capital
Quem perdeu prazo do IPVA ainda pode se regularizar
Confiança dos comerciantes cresce pelo 2º mês seguido, diz pesquisa
Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até sexta-feira
Bancos passam a cobrar dólar do dia da compra com cartão
MS é o estado com maior presença de mulheres à frente de negócios
Pesquisa Sebrae/Fecomércio Campo-grandense almoça em casa Geralmente é a mulher vai às compras com base nos gostos da família
EUA volta comprar carne do Brasil
Aldeia recebe cadastramento de tarifa social de energia elétrica