Menu
19 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Economia

Preço do material escolar varia até 914% na Capital

Levantamento foi realizado por técnicos da superintendência entre os dias 02 e 08 em 11 estabelecimentos

9 Jan2019Da redação15h15

Pais devem ficar atentos na hora da compra do material escolar, pois os preços neste ano registraram variação de até 914,49% em Campo Grande. Os dados são de pesquisa divulgada hoje pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), do Governo do Estado, para auxiliar os consumidores.

Entre os dias 02 e 08 de janeiro, técnicos da superintendência estadual percorreram 11 estabelecimentos comerciais na Capital verificando os preços de itens básicos das listas solicitadas pelas escolas. A maior variação encontrada foi em um minidicionário com 352 páginas que está sendo comercializado de R$ 2,76 a R$ 28,00.

Em segundo lugar, o item com maior disparidade de preço foi o esquadro com diferença de preços de 878,26%, sendo encontrado para venda de R$ 0,46 a R$ 4,50. Itens como apontador de plástico simples e lapiseira apresentaram variação de 660% e 491,74%, respectivamente.

 “Como a variação apontada foi muito alta, comparar os preços é fundamental para o consumidor conseguir economizar trazendo economia para esse momento tão difícil e de tantas despesas que é o início do ano. Essa pesquisa é mais um serviço do Governo do Estado que ajuda a encontrar a opção de compra mais barata”, avalia o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Ele destaca, contudo, que preço é importante, mas não o único fator a ser avaliado na hora da compra. “A decisão deve levar em conta também a qualidade do produto, se está apto a ser usado, se tem procedência, tudo isso deve ser analisado”, ressaltou Salomão.

Aumento nos preços - Neste ano, a equipe do Procon Estadual pesquisou 249 itens de material escolar em 11 estabelecimentos comerciais especializados. Segundo o Procon, foi registrado aumento de 8,26% no preço do material escolar em relação ao ano passado. Em 2019, o preço médio dos produtos pesquisados ficou em R$ 9,30. Em 2018, havia sido de R$ 8,59.

Os locais visitados pela equipe do Procon Estadual foram Papelaria Franco, Livromat, Livraria Moderna, Microart, Shop Tudo, Suprimac e Zornimat localizadas na área central da  Capital e livrarias Lê,  Lusa, São Paulo e Cometa situadas  em bairros diversos de Campo Grande.

Confira a pesquisa completa clicando aqui, com a lista dos estabelecimentos nos quais foram encontrados os maiores e menores preços.

Veja Também

Exportações têm aumento de 6%
Mercado financeiro espera por cortes na Selic a partir de setembro
Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões em prêmio principal
Presidente do BNDES está com 'cabeça a prêmio', diz Bolsonaro
Artesãs revelam talentos em feira mensal
Cai liminar que impedia venda da fábrica da Petrobras em MS
Governador abre a 9ª Feira de Calçados
China retoma importações de carne bovina do Brasil
Na Capital, 195 mil contribuintes estão devendo impostos
Caixa Econômica devolve R$ 3 bilhões ao Tesouro Nacional