Menu
29 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Economia

Preço da gasolina sobe e do álcool cai em MS

Lei que mudou a alíquota do ICMS dos combustíveis no Estado entrar em vigor nesta quarta-feira

11 Fev2020Da redação15h19
(Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A partir desta quarta-feira, 12 de Fevereiro, os valores médios do litro da gasolina e álcool devem sofrer alterações em Mato Grosso do Sul.  A mudança é consequência da lei nº 5434, que aumenta a alíquota de ICMS da gasolina de 25% para 30% e também reduz a do álcool de 25% para 20% no Estado.

Dessa forma, a gasolina ficará mais cara para o consumidor enquanto o álcool mais barato em MS. Cálculo do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência (Sinpetro-MS) aponta que o aumento de 5% na alíquota, a diferença do valor da gasolina nos postos será de R$ 0,24. Já o álcool deve ter queda na ordem de R$ 0,16.

Em Campo Grande, por exemplo, o valor médio do litro da gasolina deverá passar de R$ 4,24 para R$ 4,48 em Campo Grande. Já o álcool deverá passar de R$ 3,60 para R$ 3,44.

O argumento do governo estadual para criar a lei é justamente tornar o preço do etanol mais competitivo e estimular o consumo interno deste combustível.

O ICMS é alvo de uma polêmica atualmente. O presidente Jair Bolsonaro sugeriu retirar impostos federais sobre combustíveis se os governadores zerarem o ICMS. Os governadores, inclusive o de MS, alegam impossibilidade de abrir mão de receita.

Veja Também

O clima está atrasando a colheita de soja
Cai estimativa do mercado financeiro para inflação, diz BC
Preço do protetor solar varia até 83% na Capital
Quem perdeu prazo do IPVA ainda pode se regularizar
Confiança dos comerciantes cresce pelo 2º mês seguido, diz pesquisa
Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até sexta-feira
Bancos passam a cobrar dólar do dia da compra com cartão
MS é o estado com maior presença de mulheres à frente de negócios
Pesquisa Sebrae/Fecomércio Campo-grandense almoça em casa Geralmente é a mulher vai às compras com base nos gostos da família
EUA volta comprar carne do Brasil