Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Economia

Preço da gasolina já dispara nos postos de combustíveis

Nesta sexta-feira, reportagem encontrou o litro sendo vendido a R$ 3,68

21 Jul2017Da redação19h45

Na mesma semana em que postos de combustíveis fizeram promoção vendendo o litro de gasolina pelo preço de até R$ 2,97, conforma registrado pelo Diário Digital, o preço do combustível já dispara em alguns estabelecimentos comerciais. Nesta sexta-feira, 21 de julho, a reportagem encontrou o litro sendo vendido a R$ 3,68 em posto na Avenida Tiradentes. 

Na tarde de quinta-feira, 20 de julho, estabelecimentos na Avenida Euller de Azevedo colocaram o produto a venda por preços entre R$ 2,97 e R$ 2,99, promoção que atraiu muitos consumidores. Ocorre que o produto está chegando aos postos com a alta do PIS/Cofins incidente sobre a gasolina, diesel e etanol aplicada pelo governo federal. A tendência é de o valor do litro de gasolina ultrapasse R$ 4 nos próximos dias.

O governo federal decidiu que será necessário aumentar o PIS/Cofins incidente sobre combustíveis para garantir o cumprimento da meta fiscal deste ano, de déficit de R$ 139 bilhões. Decisão deve resultar em uma alta de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina no País.

A avaliação no Planalto é de o aumento não teria grande impacto no bolso do consumidor e ainda ajudaria as contas públicas. O impacto dessa elevação do imposto seria ainda minorado porque a gasolina tem sofrido seguidas reduções de preço, o que minimiza o impacto de eventual aumento, segundo avaliação do Planalto.

Veja Também

Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados começa em agosto
Prefeitura reajusta salários de 22 categorias
Inflação dos aluguéis recua
Pagamento começa em 27 de agosto
Exportação de industrializados cresce 26%
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Comércio do centro tenta reduzir prejuízos
A partir desta segunda, consulta ao saldo do PIS está liberada
Má governança ambiental põe em risco a contribuição brasileira para o Acordo de Paris
Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 1,75%