Menu
4 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Inadimplência

Número de endividados e inadimplentes cresce em setembro

Levantamento da CNC aponta que 65% dos brasileiros tem dívida e 24,5% não conseguem pagar

3 Out2019Agência Brasil12h10

O número de famílias com dívidas em atraso aumentou em setembro, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O percentual de pessoas com dívidas no país, em atraso ou não, ficou em 65,1%, acima dos 64,8% do mês de agosto e dos 60,7% de setembro do ano passado.

Já os inadimplentes, ou seja, aqueles que têm dívidas ou contas em atraso, somaram 24,5% em setembro, taxa superior aos 24,3% de agosto e aos 23,8% de setembro de 2018.

As famílias que declararam não ter condições de pagar suas dívidas chegaram a 9,6%, acima dos 9,5% de agosto, mas abaixo dos 9,9% de setembro de 2018.

Entre as modalidades de dívidas das famílias brasileiras, o cartão de crédito ocupa o primeiro lugar, sendo apontado por 79,5% das famílias endividadas, seguido por carnês, 15,5%, e financiamento de carro, 9,7%.

O tempo médio de comprometimento com as dívidas ficou em 6,9 meses. Já a parcela da renda comprometida com dívidas ficou na média de 29,8%.

Veja Também

Itens básicos com 7% de desconto
Dia livre de imposto tem fila por gasolina a R$ 2,50
Caixa libera saque da 2ª parcela do auxílio a quem nasceu em maio
Posto venderá gasolina sem imposto nesta quinta-feira
Rede de mercados e conveniências vendem produtos sem impostos nesta quinta-feira
Fecularia vai se instalar em Anaurilândia gerando 240 empregos
Nascidos em abril já podem sacar segunda parcela do auxílio de R$ 600
Auxílio já pode ser sacado por quem faz aniversário em março
Saque de auxílio está disponível para quem nasceu em fevereiro
Comércio prepara Dia Livre de Impostos