Menu
20 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Economia

Negociação de débitos começa na segunda-feira

Consumidor deve consultar a escala de atendimentos pelo nome da empresa com a qual deseja negociar

6 Dez2019Da redação18h18

A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) promove a partir da próxima segunda-feira, dia 9, em sua sede, a 14ª edição da campanha de recuperação de crédito Nome Limpo. A ação contará com o apoio de um conciliador capacitado pelo Tribunal de Justiça (TJMS) para a realização das audiências de negociações de débitos. 

Participam da campanha as empresas Clínica Odontológica Sorriso, Colégio Adventista, CREA/MS, Energisa, Insted, Libera Limes, Pax Real, Soldamaq, Super 5 e Unigran. Os clientes inadimplentes dessas empresas, ainda que não tenham recebido o convite para participar da campanha, devem procurar a Associação Comercial do dia 9 ao dia 13 de dezembro, e aproveitar as condições especiais de negociação. 

A Energisa, por exemplo, vai atender clientes que tenham uma ou mais faturas com atraso no pagamento superior a 30 dias, e oferece condições especiais na quitação de débitos, como desconto de 100% dos encargos para pagamentos à vista e possibilidade de parcelamento. As condições de negociação estão sujeitas a análise, e a negociação do pagamento dos débitos pode ser feita pelo titular, munido do documento de identificação.

As empresas seguirão uma escala de atendimentos na estrutura montada dentro da ACICG, localizada na Rua 15 de novembro, 390, Centro. “Orientamos as pessoas a consultarem a escala de atendimento antes de se deslocarem para realizar sua negociação e, em caso de dúvidas, podem entrar em contato pelos telefones (67) 3312-5063 e 9846-3135”, explica a supervisora da Central de Recuperação de Crédito da ACICG, Paola Nogueira.

Confira a escala de atendimentos:

Empresa

Dia de atendimento

Horários disponíveis

Clínica Odontológica Sorriso 

10/12

13h às 17h

Colégio Adventista

9/12

13h às 17h

CREA/MS

9 a 13/12

8h às 11h

Energisa

9 a 13/12

8h às 11h e das 13h às 17h

Insted

13/12

13h às 17h

Libera Limes

10/12

13h às 17h

Pax Real

9 a 13/ 12

8h às 11h

Soldamaq

9/12

13h às 17h

Super 5

10/12

13h às 17h

Unigran

9 a 13/12

8h às 11h e das 13h às 17h

 

Nome Limpo - Tradicional em Campo Grande, este ano a campanha chega em sua 14ª edição, e é bastante aguardada pelos empresários, pois possibilita o recebimento e regularização dos créditos perdidos, a reativação de clientes antigos e, ainda, contribui para o aquecimento do mercado para as compras de Natal. “Esses fatores somados ao desejo das pessoas de regularizarem sua situação financeira gera excelentes resultados fazendo com o que o dinheiro volte a circular aqui na cidade”, explica a gerente de negócios da ACICG, Letícia Ribeiro.

Em 2018, graças ao maior feirão de negociação de débitos de Mato Grosso do Sul, mais de R$3 milhões foram negociados e voltaram a circular na economia local. O montante superou o valor de recuperação esperado para todo o período, e representou a exclusão de quase 4 mil títulos do banco de dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). “A nossa expectativa para este ano é manter o número de atendimentos em relação a campanha do ano passado”, finaliza Letícia.

Serviço: Campanha Nome Limpo

Data: 9 a 13 de dezembro, das 8h às 17h (Confira a escala de atendimento antes de se deslocar)
Local: ACICG – Rua 15 de Novembro, 390, Centro

Informações:  (67) 3312-5063 e 99660-5033.

Veja Também

Sebrae inicia orientação gratuita sobre Declaração Anual do MEI
Brasil e Alemanha firmam acordo de no setor agrícola
Confiança do empresário melhora lentamente
Previsão de nova safra recorde
Número de abertura de empresas em 2019 é o maior dos últimos seis anos
MS constitui 7 mil empresas em ano de simplificação na Jucems
Seguradora diz ter recebido 386 mil pedidos de restituição do Dpvat
Novo saque do abono do PIS/Pasep começa nesta quinta-feira
Novo salário mínimo compra duas cestas básicas e mais 1 kg de carne
Governo aumenta projeção de crescimento do PIB para 2,40% em 2020