Campo Grande • 09 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da Agência Brasil | segunda, 07 de novembro de 2016 - 15h21Movimento de consumidores nas lojas cai 1,2% em outubroComércio varejista registra queda de 7,4% ante o mesmo período do ano passado

O movimento de consumidores nas lojas em outubro caiu 1,2% na comparação com setembro, mesmo com o Dia da Criança, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, divulgado hoje (7). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve retração de 5,2% na movimentação dos consumidores nas lojas. No acumulado do ano, o comércio varejista registra queda de 7,4% ante o mesmo período do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a continuidade da queda no nível de emprego, a retração da renda, a inadimplência ainda elevada e as condições mais restritivas do crediário continuam afetando negativamente a atividade varejista nacional.

De acordo com o indicador, em outubro, metade das categorias pesquisadas registrou recuo na atividade varejista. O maior deles ocorreu no segmento de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática (-2,3%), seguido por combustíveis e lubrificantes (-2,1%). Também houve queda no segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-1%).

Na direção contrária, alguns setores registraram aumento no movimento de consumidores em outubro, como o de veículos, motos e peças (1,%); o de materiais de construção (0,4%) e o de tecidos, vestuário, calçados e acessórios (0,2%).

No acumulado do ano, segundo a consultoria, a maior retração de movimento de consumidores no comércio varejista ocorreu no segmento de veículos, motos e peças (-14,1%). A segunda maior queda foi de 13,4%, nas lojas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. As lojas de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática registraram queda de 12,1% e nas lojas de material de construção a queda foi de 6,5%.

Nos primeiros dez meses de 2016, também houve queda no movimento dos supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-7,2%). Somente o segmento de combustíveis e lubrificantes teve alta no acumulado do ano, de 2,7% em relação ao acumulado de janeiro a outubro do ano passado.

Veja Também
TCE-MS e Sefaz vão caçar sonegadores de impostos
Receita libera consulta ao último lote do Imposto de Renda 2016
Inflação de novembro na Capital é a menor desde 2000
quinta, 08 de dezembro de 2016 - 08h22Construtoras do Minhas Casa Minha Vida terão prazos de pagamento antecipados Medida estava prevista para 2017, mas foi antecipada após reivindicações do setor de construção civil
terça, 06 de dezembro de 2016 - 16h00CNA prevê expansão de 2% do agronegócio em 2017 Setor representa 48% das exportações totais do país
Industriais de MS pedem contratos dos incentivos fiscais
terça, 06 de dezembro de 2016 - 10h35Setor terciário representa 70% dos empregos gerados em MS Economia sul mato-grossense registrou 645.620 empregos formais em 2015
Coamo lança unidades industriais que vão gerar 2 mil empregos em MS
Receita deve liberar esta semana consulta ao último lote do IR 2016
Comércio funciona até mais tarde a partir de hoje
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento