Menu
22 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Economia

Inflação pelo INPC é de 2,07% em 2017, a menor desde 1994

INPC é usado para reajustar aposentadorias de quem ganha acima do salário mínimo

10 Jan2018Da Agência Brasil10h27

A inflação - medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) - encerrou 2017 com alta acumulada de 2,07%, resultado bem menor que os 6,58% de 2016. É a menor taxa desde a implantação do Plano Real em 1994. O INPC é usado para reajustar aposentadorias de quem ganha acima do salário mínimo.

Em dezembro, a variação do INPC foi de 0,26%, ficando 0,08 ponto percentual acima do 0,18% de novembro. Ao fechar 2017 em 2,07%, o INPC, que mede a variação das famílias com renda entre 1 e 5 salários, termina o ano com variação acumulada de 0,88 ponto percentual, abaixo da alta anual do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano passado em 2,95%.

Os alimentos tiveram variação de -2,70%, influenciando a retração da taxa relativa ao INPC, enquanto os não alimentícios subiram 4,25%. Em 2016, os alimentos apresentaram alta de 9,15% e os não alimentícios, de 5,44%.

Quanto aos índices regionais, o maior foi o de Curitiba (3,24%), tendo em vista a alta de 20,93% na energia elétrica e de 20,40% nos ônibus urbanos. Já o índice mais baixo foi o de Belém (0,74%).

O INPC tem a mesma metodologia do IPCA, é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere a famílias com rendimento monetário de 1 a 5 salários mínimos e abrange dez regiões metropolitanas do país, além de Goiânia, Campo Grande e de Brasília.

Veja Também

Governo pode adiar reajuste dos servidores, diz ministro da Fazenda
Brasil terá perda de 30% nas exportações de frango para a Europa
MS tem dois frigoríficos embargados pela Europa
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
MS teve recorde de exportação
Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
Economia Confiança do empresário recua pela primeira vez após oito meses No cálculo do índice, valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário
Contribuinte pode obter ajuda para declarar IR no Pátio Central
Projeto garante isenção de IR para indústrias de MS
Áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá