Menu
26 de agosto de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campus Ponta Porã

IFMS leiloa 12 toneladas de soja excedente das ações de ensino

Envelopes com as propostas serão abertos no dia 20 de agosto

10 Ago2019Da redação09h18

O Campus Ponta Porã do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) promove, neste mês, o primeiro leilão público da unidade para comercialização de cerca de 12 toneladas de soja, cultivada na própria instituição.

Pode participar do leilão qualquer pessoa física ou jurídica interessada que atenda aos requisitos dispostos no edital da licitação, divulgado no Diário Oficial da União (DOU) no dia 29 de julho.

Os interessados já podem enviar a documentação, conforme consta no edital. A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para 20 de agosto, às 10 horas (horário de Brasília), na sala de reuniões do campus.

O IFMS em Ponta Porã fica na Rodovia BR-463 Km 14, Zona Rural. O ato é público.

Leilão - É do tipo maior preço, na forma da Lei nº 8.666/1993, com o propósito de obter a proposta mais vantajosa para a venda do excedente de produção de soja do campus.

 "A safra plantada é para fins de pesquisa, não sendo o lucro o foco principal do campus e sim o conhecimento adquirido pelos estudantes. Os recursos arrecadados no leilão serão reinvestidos no custeio da própria unidade, seja para aquisição de insumos para a próxima safra, como sementes e defensivos agrícolas, ou para pagamento de contas, como água e luz”, explicou o diretor de Administração do Campus Ponta Porã, Edison Sosa.

Pesquisa - O cultivo da soja no Campus Ponta Porã do IFMS ocupa, atualmente, uma área de 5 hectares da unidade e atende a ações de ensino, pesquisa e extensão dos cursos técnico de nível médio integrado em Agricultura, do bacharelado em Agronomia e do superior de tecnologia em Gestão do Agronegócio.

“A produção agrícola no campus é para fins de pesquisa. Os estudantes fazem análises e desenvolvem projetos durante toda a safra, desde o plantio até a colheita. A produção só tende a crescer ", apontou o diretor.

Segundo Edison, a colheita do milho também cultivado no campus deverá ocorrer ainda em agosto. A previsão é de que um novo leilão público para comercialização dessa safra ocorra no mês de outubro.

Serviço - Para mais informações sobre o leilão, os contatos são (67) 3437-9615/9651 e licit.pp@ifms.edu.br.

Veja Também

Arrecadação mostra sinais de recuperação gradual da economia
Caixa estuda criar crédito imobiliário com juros prefixados
Ministro de Bolsonaro encerra encontro
Sicredi disponibiliza financiamento de veículo em aplicativo
Governador abre Reunião por Bioceânica
Aneel reduz tarifa de energia em cinco cidades de MS
Vice-presidente da Fecomércio assume vaga na Câmara Brasileira de Serviços
Em MS, apenas 36% dos donos de negócios contribuem para previdência
Economia opera abaixo da capacidade em todo o Brasil,
MS tem a 4ª menor taxa de desocupação