Menu
20 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Recursos

Financiamentos pelo FCO passam de R$ 1,2 bilhão

Bancos ainda recebem propostas tanto para investimentos empresariais quanto para o setor rural

15 Out2019Da redação18h40

Com R$ 1,247 bilhão já contratados, os bancos ainda recebem propostas de financiamentos pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). “Hoje ainda temos recursos tanto para o FCO Empresarial quanto para o FCO Rural. Em outros anos, nessa época já estávamos transferindo recursos do Empresarial para o Rural, mas graças A a alocação de mais recursos, temos ofertas para as duas áreas”, disse o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, que preside o CEIF/FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO), órgão gestor do Fundo no Estado.

O Conselho se reuniu na manhã desta terça-feira (15), na Semagro, para avaliar o andamento das contratações de recursos e deliberar sobre novas propostas. “Só hoje aprovamos R$ 35 milhões para a suinocultura, mostrando a expansão dessa atividade no Estado”, salientou Verruck. “Estamos com uma série de propostas em andamento em função do crescimento econômico de Mato Grosso do Sul, e nosso foco tem sido, no que diz respeito ao FCO Rural, os investimentos em suinocultura e avicultura”, disse.

Com relação ao FCO Rural, já foram contratadas 1334 propostas que perfazem R$ 789 milhões e outras 456 propostas (R$ 352 milhões) tramitam no banco. Já no FCO Empresarial o número de propostas contratadas é maior, 1744, enquanto o valor chega a R$ 458 milhões. Outras 134 propostas estão em tramitação, que representam outros R$ 463 milhões em solicitação de empréstimos.

Jaime Verruck lembra que, tanto para o FCO Empresarial quanto para o Rural, ainda estão sendo recebidas novas propostas de financiamento. Para o capital de giro, por exemplo, o Conselho decidiu elevar o teto de financiamento de R$ 170 mil para R$ 200 mil, atendendo demanda do empresariado. O Conselho volta a se reunir até o dia 30 de outubro para nova avaliação do andamento das propostas e tomada de decisões.

O CEIF/FCO é o órgão colegiado de deliberação coletiva, vinculado à Semagro, responsável por gerir os recursos da linha de financiamento. O Conselho é presidido pelo secretário da Semagro e integrado por representantes das Secretarias de Infraestrutura (Seinfra), de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), dos órgãos vinculados à Semagro: Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e Imasul (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul); das federações de Agricultura, Indústria e Comércio; do Sebrae e da Federação de Trabalhadores Rurais (Fettar/MS).

Veja Também