Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Filas e calor no último dia de desconto do IPTU na Capital

Prefeitura conta com a arrecadação do imposto para pagar salários dos servidores

10 Jan2017Valdelice Bonifácio e Mariel Coelho, especial para o Diário Digital15h07
(Foto: Marco Miatelo)
  • Filas se formaram do lado de fora da central desde as primeiras horas da manhã; nesta tarde movimento só cresceu
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Quem deixou para pagar o IPTU à vista nesta terça-feira, dia 10 de janeiro, último dia para obter o desconto de 20%, precisa enfrentar as filas longas e o calor dentro da Central de Atendimento ao Contribuinte, que fica próximo ao Paço Municipal. No interior da central, funcionários da prefeitura distribuem água aos clientes.

As filas começaram logo cedo e nesta tarde, o movimento só aumentou. Segundo funcionários, não há horário exato para o fechamento da central. O objetivo é atender todos os contribuintes que compareceram para pagar o IPTU. A prefeitura, inclusive,  conta com a arrecadação do imposto para pagar os salários dos servidores públicos, já que dispõe de pouco dinheiro em caixa.

A contribuinte Rita Andrade Leite sempre pagou o IPTU em dia e, neste ano, não quis perder o desconto. “O desconto é muito bem vindo ainda mais em tempos difíceis como estes”, disse.

Quem também não perde a oportunidade de pagar com descontos e concorrer aos prêmios sorteados para os contribuintes é a funcionária pública aposentada Marlucia Sassaki. Confiante, ela pagou o imposto de depositou o cupom na urna do sorteio. “Nunca ganhei nada”, diz sorrindo. “Mesmo assim, não deixo de tentar e aproveitar o desconto”, completa.

Com o local cheio nesta terça-feira, nem todas as pessoas que estiveram na Central conseguiram o atendimento que buscavam. O aposentado Mário Batista de Almeida, 75 anos, voltou para casa sem conseguir confirmar a isenção do imposto, a qual tem direito por lei municipal. “É a quarta vez que venho. Estão sempre mudando a data do atendimento. Agora, empurraram para 10 de fevereiro”, reclamou.

O pagamento pode se efetuado nas agências bancárias credenciadas ou na Central, da Rua Arthur Jorge, 500, das 8 às 16 horas. O desconto é apenas para pagamento à vista e o contribuinte precisa estar regular com a Prefeitura, sem débitos passados.

Quem pagar o IPTU até o dia 10 de fevereiro terá 10% de desconto.  Já os que optarem pelo pagamento parcelado em 10 vezes terá 5% de desconto. A Prefeitura também oferece desconto para os contribuintes em dívida, que podem aderir ao Refis (Programa de Conciliação Fiscal).

A Prefeitura prorrogou o prazo para os contribuintes quitarem os débitos fiscais atrasados. Quem estiver devendo o município terá até o dia 10 de fevereiro para saldar as dívidas de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ISS (Imposto Sobre Serviço) ou multas (exceção para multa de trânsito) na Central do IPTU.

O secretário Pedro Pedrossian Neto explica que o Programa de Conciliação Fiscal (Refis) manterá as mesmas condições de outros anos, com desconto de 90% nos juros de mora e 75% nas multas no pagamento à vista. Para o pagamento parcelado (em até 5 vezes), haverá redução dos 75% dos juros de mora e 50% das multas.

Serviço -  A Central do IPTU está localizada na Rua Arthur Jorge, 500, Centro.

Veja Também

Governo pode adiar reajuste dos servidores, diz ministro da Fazenda
Brasil terá perda de 30% nas exportações de frango para a Europa
MS tem dois frigoríficos embargados pela Europa
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
MS teve recorde de exportação
Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
Economia Confiança do empresário recua pela primeira vez após oito meses No cálculo do índice, valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário
Contribuinte pode obter ajuda para declarar IR no Pátio Central
Projeto garante isenção de IR para indústrias de MS
Áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá