Campo Grande •21 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da redação | Quarta, 2 de Agosto de 2017 - 21h21Fiems e embaixador tratam de cooperação entre MS e CoreiaFoi discutida a possibilidade de incremento da cooperação econômica entre MS e o país asiático

(Foto: Divulgação)

Em reunião realizada nesta quarta-feira (02/08), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, e o embaixador da República da Coreia do Sul no Brasil, Jeong-gwan Lee, trataram sobre a possibilidade de incremento da cooperação econômica entre Mato Grosso do Sul e o país asiático.

“A Coreia do Sul busca um acordo de livre comércio com Brasil e com os outros países do Mercosul e, nesse sentido, tem visitado vários Estados e indo às federações da indústria e também da agricultura e pecuária para buscar o apoio do setor produtivo para avançar nesse sentido. Eu entendo como um avanço importante para alguns setores da nossa economia essa possibilidade”, disse Sérgio Longen.
 
Ele acrescenta que, na atual situação econômica em que se encontra, o Brasil não pode abrir mão de investimentos. “Não podemos imaginar uma coisa nesse sentido. Precisando de investimentos e não podemos descartar as oportunidades que os coreanos estão nos oferecendo. Eles querem comprar e querem investir aqui, seja em logística, seja em obras de infraestrutura, e nós não podemos descartar essas oportunidades que surgem e, por isso, precisamos agora sentar, discutir e avançar nesses projetos”, reforçou.
 
O presidente da Fiems informa que já existe um protocolo na CNI (Confederação Nacional da Indústria) sobre o pleito da República da Coreia do Sul. “Vou levantar o posicionamento da CNI a respeito desse assunto e, na semana de 21 a 25 de agosto, quando o presidente Robson Braga receberá o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, buscarei um posicionamento do país vizinho sobre esse acordo. Depois disso, vou tentar uma agenda com o embaixador na CNI para definir uma pauta dos interesses do Estado com a Coreia, talvez criar uma janela de oportunidades nas exportações de produtos sul-mato-grossenses e também a possibilidade de os coreanos investirem aqui em alguns setores”, detalhou.
 
Já o embaixador Jeong-gwan Lee reforça que, no futuro, as relações comerciais entre a República da Coreia do Sul e o Estado só tendem a melhorar consideravelmente. “Tive uma conversa bastante frutífera com o presidente da Fiems e nesse sentido e também aproveitei a reunião para reforçar as tratativas que estão acontecendo hoje entre os governos da Coreia do Sul e do Brasil, incluindo o Mercosul, em relação aos tratados de livre comércio”, explicou.
 
Jeong-gwan Lee destaca que há uma conversação entre os dois países e acredita que, tão logo as negociações sobre acordos de livre comércio possam ser oficializados, certamente o comércio entre Mato Grosso do Sul e a Coreia vai aumentar. “Hoje, a República da Coreia do Sul é uma boa importadora de produtos agropecuários do Estado e essa relação comercial já existente vai ajudar a fortalecer ainda mais os negócios entre as duas partes”, ressaltou.
 
O embaixador da Coreia do Sul no Brasil pontua também que se reuniu mais cedo com o governador Reinaldo Azambuja para conhecer mais sobre as potencialidades de Mato Grosso do Sul para o setor privado coreano. O ponto principal da conversa foi o fornecimento de gêneros alimentícios ao país asiático e, de acordo com Jeong-gwan Lee, a segurança alimentar é uma das grandes necessidades de seu país. “Dependemos da importação de produtos alimentares”, comentou.
 
O governador destacou que Mato Grosso do Sul tem condições de suprir essa demanda. “Mato Grosso do Sul recebeu nesses dois anos e meio muitos investimentos privados. Mesmo nessa retração da economia brasileira, nós tivemos PIB [Produto Interno Bruto] positivo”, disse, enfatizando também a pujança da produção agropecuária e a expectativa de crescimento da economia do Estado para as próximas décadas, como fatores promissores para atrair investimentos.
 
Também foi tratada a possibilidade de parceria entre a Coreia e o Estado para grandes obras de infraestrutura, por meio de Parcerias Público-Privadas (PPPs), como obras rodoviárias e ferroviárias para atender o setor logístico. O embaixador também pediu o apoio do governador no sentido de reforçar as tratativas junto ao Governo Federal para abertura do mercado brasileiro às empresas coreanas – o que já vem sendo discutido no âmbito nacional.

Veja Também
Tarifa de energia deve ficar no patamar 2, se escassez de chuva continuar
Governo divulga valor da Uferms para os meses de novembro e dezembro
BC lança campanha para uso consciente do cartão de crédito
Deputados pedirão liminar para JBS retomar abates
Um terço das lavouras estão semeadas
Grupo quer instalar fábrica de carros elétricos na Capital
Atividade econômica tem queda de 0,38% em agosto, após dois meses de crescimento
JBS paralisa compra e abate de bovinos no Estado
Refis: obrigações acessórias de ICMS podem ser parceladas
Caixa e BB antecipam em dois dias pagamento do PIS/Pasep a correntistas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento