Campo Grande • 05 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da Agência Brasil | sexta, 23 de setembro de 2016 - 12h19Emprego na construção civil tem 22ª queda; demissões somam 468 mil em um anoApenas o Centro-Oeste apresentou alta (0,13%)

Em julho foram fechadas 31,1 mil vagas no setor, que tem hoje 2,73 milhões de empregados
Em julho foram fechadas 31,1 mil vagas no setor, que tem hoje 2,73 milhões de empregados (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A construção civil no país cortou 31,1 mil postos de trabalho em julho, o que significa queda de 1,13% no nível de emprego em relação a junho. As maiores quedas ocorreram no Nordeste (-1,55%), seguido pela Região Sudeste (-1,42%). Apenas o Centro-Oeste apresentou alta (0,13%).

Essa foi a 22ª baixa consecutiva no saldo entre contratações e demissões no setor que tem atualmente 2,73 milhões de trabalhadores. No acumulado de janeiro a julho, foram fechadas 170,3 mil vagas. Em 12 meses, o número de empregos suprimidos soma 468,8 mil.

Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) que faz o levantamento em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), sobre a base de informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Em nota, o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, atribuiu o crescimento do desemprego à recessão econômica. “Embora os empresários do setor estejam menos pessimistas com o futuro desempenho das construtoras, a persistência dos juros altos, o desemprego, o declínio da renda das famílias e as restrições à concessão de financiamentos determinam a atual escassez de novos investimentos no setor”, diz o texto.

Ferraz Netto defendeu a necessidade de adoção de medidas para estimular as atividades no setor, tais como o Programa Minha Casa, Minha Vida, privatizações e retomada de obras de infraestutura.

Veja Também
Empresários de MS pedem desburocratização no acesso ao FCO
Papai Noel traz valores do Natal para o ano inteiro
Renovada, parceria mantém desconto de até 50% para servidores
Número de assinantes de TV paga continua caindo por causa da crise econômica
Contribuintes podem quitar débitos com descontos de até 90%
Indústria de MS tem saldo positivo
Vendas de supermercados crescem 1,16% no acumulado do ano
quarta, 30 de novembro de 2016 - 10h45Inadimplência sobe 0,7% Consumidor de Campo Grande está devendo mais
quarta, 30 de novembro de 2016 - 08h54Setor produtivo cobra recursos do FCO Lideranças empresariais reúnem-se com BB para tratar sobre recursos disponíveis
Empresário já pensa em contratar
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento