Campo Grande •18 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner SEGOV - Mesmo na crise Obras

Da Agência Brasil | Sexta, 23 de Setembro de 2016 - 12h19Emprego na construção civil tem 22ª queda; demissões somam 468 mil em um anoApenas o Centro-Oeste apresentou alta (0,13%)

Em julho foram fechadas 31,1 mil vagas no setor, que tem hoje 2,73 milhões de empregados
Em julho foram fechadas 31,1 mil vagas no setor, que tem hoje 2,73 milhões de empregados (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A construção civil no país cortou 31,1 mil postos de trabalho em julho, o que significa queda de 1,13% no nível de emprego em relação a junho. As maiores quedas ocorreram no Nordeste (-1,55%), seguido pela Região Sudeste (-1,42%). Apenas o Centro-Oeste apresentou alta (0,13%).

Essa foi a 22ª baixa consecutiva no saldo entre contratações e demissões no setor que tem atualmente 2,73 milhões de trabalhadores. No acumulado de janeiro a julho, foram fechadas 170,3 mil vagas. Em 12 meses, o número de empregos suprimidos soma 468,8 mil.

Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) que faz o levantamento em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), sobre a base de informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Em nota, o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, atribuiu o crescimento do desemprego à recessão econômica. “Embora os empresários do setor estejam menos pessimistas com o futuro desempenho das construtoras, a persistência dos juros altos, o desemprego, o declínio da renda das famílias e as restrições à concessão de financiamentos determinam a atual escassez de novos investimentos no setor”, diz o texto.

Ferraz Netto defendeu a necessidade de adoção de medidas para estimular as atividades no setor, tais como o Programa Minha Casa, Minha Vida, privatizações e retomada de obras de infraestutura.

Veja Também
Desemprego cai em todas as regiões, mostra IBGE
Atividade econômica apresenta crescimento de 0,25% no segundo trimestre
Índice de Preços ao Consumidor cai em 6 das 7 capitais pesquisadas pela FGV
Escolas têm R$ 7 milhões para comprar produtos da Agricultura Familiar
Capital poderá ter indústria de veículos elétricos
Setor de serviços tem crescimento de 1,3% entre maio e junho
Governo eleva para R$ 159 bilhões metas de déficit primário
Rota do Sabor movimentará R$ 200 milhões por ano
Comércio varejista tem alta de 1,2% no volume de vendas em junho
Terça, 15 de Agosto de 2017 - 10h18Receita libera programa para Imposto de Propriedade Territorial Rural Vencimento da primaria quota ou quota única do imposto é 29 de setembro de 2017 e não há acréscimos se pagamento ocorrer até...
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento