Campo Grande •24 de Março de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Quinta, 13 de Outubro de 2016 - 14h40Empregados no comércio de MS querem 15% de reajuste salarialSegundo sindicato, percentual é justo, pois cobre as perdas para a inflação do período

(Foto: Divulgação)

Trabalhadores no comércio e serviços de Mato Grosso do Sul querem 15% de reajuste salarial para vigorar a partir de 1º de novembro, data base da categoria. O pedido já foi encaminhado à classe patronal (Fecomércio), pela Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Mato Grosso do Sul – Fetracom/MS.

“Esse percentual é justo, pois cobre as perdas para a inflação acumulada no período, em torno de 10% e dá um ganho real de 5%  aos empregados”, justifica Pedro Lima, presidente da federação laboral que representa os trabalhadores em do comércio varejista, supermercadistas e outros, em mais de 60% dos municípios do Estado.

Nas cidades onde existem sindicatos dos comerciários, como Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Paranaíba, Aquidauana, Maracaju, Naviraí, Ponta Porã e Nova Andradina, a negociação com a classe patronal é feita pelo próprio sindicato. Nas demais cidades, pela Fetracom, explica Pedro Lima que preside também o Sindicato dos Empregados no Comércio de Dourados – Secod.

(Com informações da assessoria de imprensa do sindicato)

Veja Também
Reforma da Previdência é necessária para reduzir juros, diz presidente do BC
Negativação do Comércio cai pelo terceiro mês consecutivo
Consumidores acreditam em inflação de 7,5% nos próximos 12 meses
Sexta, 24 de Março de 2017 - 08h49Maduro diz que não é inimigo dos padeiros nem do setor privado Ele reafirmou a necessidade de "normalizar" a situação nas padarias de Caracas
JBS suspende produção em frigoríficos de MS
UE e 14 países suspendem compra de carne brasileira
Quinta, 23 de Março de 2017 - 11h43Terceirização irá ampliar mercado para os pequenos negócios Presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, comemorou votação da Câmara
Capital terá novo polo empresarial e escritório em SP
Frentistas de MS conquistam piso salarial de R$ 1.167,60
Quarta, 22 de Março de 2017 - 08h25Petrobras vai manter redução de custos e atual política de preços, diz Parente Para ele, essa decisão dá à Petrobras “um quadro de previsibilidade importante”
Square Banner Sicredi
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento