Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Nome sujo

Negativação do Comércio se mantém estável

Embora a redução foi pequena já está sendo suficiente para animar o setor

31 Ago2017Da redação11h18

O Índice de Negativação do Comércio (INC) apurado pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) encerrou o mês de julho em 31 pontos, um abaixo do indicador de junho (32), e nove pontos acima do mesmo mês em 2016 (22). Já o Índice de Recuperação de Crédito (IRC) de julho foi de 67 pontos, contra 55 em junho, e ficou nove pontos acima do índice registrado no mesmo período de 2016, que foi 58 pontos.

“É, sem dúvida, uma boa notícia se tomada isoladamente, mas ainda assim, não parece um comportamento muito consistente. A linha vermelha do gráfico continua nos níveis históricos apresentados antes de 2014, sinal de que estamos deixando para trás a irresponsabilidade financeira, mas não é conveniente descartar os cuidados convencionais”, alerta o economista da ACICG, Normann Kallmus.

Ele completa chamando a atenção para um aspecto que poderá ter importância no segundo semestre: a autorização legal para que o comerciante aplique preços diferentes dependendo da forma de pagamento. “É o reconhecimento óbvio do custo adicional da transação com cartões de crédito. O que não parece arrefecer é a disposição do governo para aumentar a tributação para atender às insaciáveis necessidades criadas pelo Congresso. A mais recente, e que deverá causar grande impacto negativo junto à opinião pública, é a perspectiva da criação do fundo partidário de R$3,6 bilhões”, finaliza.

 

Veja Também