Menu
6 de abril de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Empresariado

Confiança dos comerciantes cresce pelo 2º mês seguido, diz pesquisa

Índice de fevereiro chegou a 136,1 pontos, 1,6% a mais que o mês de Janeiro

26 Fev2020Da redação17h01

A pesquisa mensal da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), apresentou no mês de fevereiro a segunda alta seguida em Campo Grande, chegando a 136,1 pontos, 1,6% a mais que o mês de janeiro (133,9 pontos). Em relação ao mesmo período de 2019, há uma redução de -1,1%.

A pesquisa aponta ainda que as empresas com mais de 50 empregados apresentaram um índice mais significativo, de 158,2 pontos, já as que têm menos, o índice alcançou 135,5 pontos. Para 49,5% dos empresários ouvidos, a condição atual da economia brasileira melhorou um pouco. Já no que tange aos negócios, 52,7% também admitiram essa melhora. Essa melhora foi sentida acerca das expectativas sobre a economia (para 46,8% deverá melhorar muito) e sobre o comércio (para 49,4% melhorará um pouco).

O resultado, segundo a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), Daniela Dias, reflete um cenário com perspectivas mais favoráveis para o setor e para a economia neste início de semestre na Capital. "Percebemos um aumento no indicador do nível de investimento das empresas (4,7%) em relação ao mesmo período do ano passado e isso é muito positivo, pois demonstra que o empresário está mais confiante, disposto a investir no seu negócio. E são justamente essas expectativas que podem estimular a intensificação da recuperação econômica", afirma.

Veja Também

Preços dos ovos de Páscoa variam em 100%
Com 32 mil inativos, Ageprev quer que bancos flexibilizem consignados
Produção de petróleo e de gás natural têm queda em fevereiro
Caixa lançará na terça aplicativo para cadastro em renda emergencial
Santander anuncia prorrogação automática de parcelas de crédito
Governo publica MP que repassa R$ 16 bilhões a estados e municípios
Conheça as tecnologias que mais facilitam a vida dos empresários
Receita adia para junho pagamento da primeira cota do Imposto de Renda
Produção industrial de MS fica estável em fevereiro
Governo reduz pela metade contribuições pagas ao Sistema S por 3 meses