Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super banner TCE - Campanha Ouvidoria
Natal da crise

Lojas com prateleiras cheias

Após o lucros de 2915, comércio tem redução de 60% nas vendas

26 Dez2016Elaine Silva - Especial para Diário Digital10h10
Ano passado as lojas não tinham mercadoria (FOTO:Luciano Muta)
  • Comércio tem perdas de lucro na Capital durante Natal
  • Ano passado as lojas não tinham mercadoria (FOTO:Luciano Muta)
  • Até presentes considerados lembrancinhas não venderam o esperado (FOTO:Luciano Muta)

O natal era melhor época para o comércio de Campo Grande, até o ano passado as vendas eram boas, antes lojas com pouca mercadoria na prateleira, porém este ano os comerciante tiveram perdas, com lojas cheias, a comparação ao ano passado as vendas cairam entre 40% á 60%, até os presentes considerados lembrancinhas não alcançaram as metas.

Segundo o gerente de uma  loja o valor de lucro em 2016 foi de R$ 1 milhão, este ano foi apenas R$ 75 mil. Já para a vendedora da loja Márcia Calçados , Patrícia Alves. “No ano passado o movimento foi corrido durante uma semana, mas este ano não teve nenhum dia de movimento, nem mesmo a antevéspera e a véspera do Natal”, diz ela.

A loja Márcia Calçados no ano passado trabalhava com sete funcionários , este ano apenas com quatro conseguiu atender os poucos clientes. Já para outro comércio que tinha 30 funcionários, atualmente trabalham com nove, mas segundo o gerente esse ano se ele tivesse apenas 6 não afetaria o atendimento. Estima-se que para o mês de janeiro ás vendas aumente especialmente com as tradicionais liquidações.

Veja Também

Governo pode adiar reajuste dos servidores, diz ministro da Fazenda
Brasil terá perda de 30% nas exportações de frango para a Europa
MS tem dois frigoríficos embargados pela Europa
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
MS teve recorde de exportação
Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
Economia Confiança do empresário recua pela primeira vez após oito meses No cálculo do índice, valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário
Contribuinte pode obter ajuda para declarar IR no Pátio Central
Projeto garante isenção de IR para indústrias de MS
Áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá