Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Economia

Campo Grande tem a menor inflação entre 13 capitais

Redução da inflação se deve principalmente a queda do preço da carne

9 Ago2017Da redação19h00

Campo Grande fechou m mês de julho em deflação de 0,24, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A redução da inflação se deve principalmente a queda do preço da carne, que registrou 2,02%.

O resultado da Capital é o melhor das 13 capitais pesquisadas: Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte, Belém, Recife, Salvador, Vitória, Goiânia, Fortaleza, Rio de Janeiro e Brasília.

De acordo com o levantamento, Campo Grande registrou o menor índice enquanto a região metropolitana de Curitiba o maior: 0,49%.

Ainda conforme a pesquisa, os preços médios caíram em média 0,24% no mês de julho em comparação ao mês anterior. No acumulado dos últimos 12 meses Campo Grande registra inflação de 2,94%.

Pesquisa - O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de um a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e de Brasília. Para cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 29 de junho a 31 de julho de 2017 (referência) com os preços vigentes no período de 1º a 28 de junho de 2017 (base).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC apresentou variação de 0,17% em julho, ficando acima da taxa de -0,30% de junho. No acumulado dos últimos doze meses, o índice desceu para 2,08%, ficando abaixo dos 2,56% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2016, o INPC registrou 0,64%.

Veja Também

Exportação de industrializados cresce 26%
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Comércio do centro tenta reduzir prejuízos
A partir desta segunda, consulta ao saldo do PIS está liberada
Má governança ambiental põe em risco a contribuição brasileira para o Acordo de Paris
Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 1,75%
Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor
Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 1,75%
Setores Rural e Empresarial contratam R$ 1,062 bilhão do FCO
Beleza cultural nos salões