Menu
19 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Nacional

Brasil pode se beneficiar com crescimento de países emergentes

Informação é da Carta de Conjuntura do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

11 Out2016Da redação14h20

O Brasil pode se beneficiar do crescimento de países emergentes, a informação é da Carta de Conjuntura do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA. Segundo o documento, apesar da estabilidade do crescimento global, economias emergentes como a China, por exemplo, apesar da queda na produção nos últimos anos, ainda representa quase 40 por cento do crescimento global do ano.

A carta também reforça a previsão feita pelo Fundo Monetário Internacional, FMI, que apontou um crescimento da economia mundial em 3,1 por cento em 2016 e de 3,4 no ano que vem. O documento também avalia itens como o desempenho do PIB nos países, commodities, emprego, consumo das famílias e o mercado de petróleo.

Apesar dos últimos resultados que apontavam uma desaceleração, a China, de acordo com o levantamento, retomou uma boa condição em seus investimentos, chegando a um crescimento de 8,2 por cento na comparação com agosto do ano passado.

Decisões como a saída do Reino Unido da União Européia não provocaram um impacto tão grande quanto o esperado. Entre os reflexos no bloco europeu está uma desaceleração do PIB em meio por cento no primeiro trimestre para 0,3 na comparação entre trimestres. O poder de consumo aumento. No primeiro trimestre o recuo foi de 0,6 por cento, no segundo de 0,2 por cento, variação mais baixa desde 2014.

Veja Também