Campo Grande •21 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
ALMS - Gestão para Pessoas

Da redação | Quinta, 12 de Janeiro de 2017 - 19h00Após corte na taxa básica, bancos começam a reduzir juros para os clientesBradesco e Banco do Brasil já anunciaram recuos; Santander, Itaú e Caixa sinalizaram queda

(Foto: Divulgação/Agência Brasil)

Um dia depois da redução da taxa básica de juros (Selic), de 13,75% ao ano para 13% ao ano, anunciada pelo Banco Central na última quarta-feira (11), os bancos brasileiros começam a diminuir os juros cobrados dos clientes.

Até esta quinta-feira (12), ao menos duas grandes instituições financeiras já tinham recuado nas taxas praticadas e outras três ainda fazem reuniões internas para definir o tamanho do corte.

Bradesco - O banco diminuiu as taxas tanto para pessoas físicas como jurídicas e valem a partir da próxima segunda-feira (16). De acordo com a instituição financeira, os cartões de crédito para pessoas física e jurídica terão redução das taxas de juros do rotativo em 6 pontos base ao mês.

Para os clientes pessoa física, a taxa mínima do crédito pessoal recuou de 2,84% para 2,78% ao mês, enquanto a máxima foi de 7,78% para 7,72% ao mês. No caso do CDC Veículos, a taxa mínima diminuiu de 1,65% para 1,50% ao mês e a máxima, de 3,66% para 2,99% ao mês. Por fim, o cheque especial, modalidade que tem uma das maiores taxas de juros do País, teve a taxa máxima diminuída de 13,55% para 13,49% ao mês.

Para as empresas, o Capital de Giro para Micro e Pequenas Empresas teve sua taxa mínima diminuída de 2,10% para 2,04% ao mês e a máxima, de 4,27% para 4,19% ao mês. No caso do CDC Veículos, os juros mínimos caíram a 1,59% (eram 1,65% antes) e os máximos, a 2,99% ao mês (eram de 3,62% ao mês). A taxa mínima da Conta Garantida, limite pré-aprovado na conta para pessoa jurídica, passou de 4,24% para 3,98%.

Banco do Brasil - O banco também mexeu nas taxas de juros de linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas a partir de abril. Para os clientes pessoa física, o rotativo do cartão de crédito teve uma redução de 4 pontos percentuais. No cheque especial, a redução foi de 0,09 ponto percentual ao mês.

No caso das empresas, a redução média foi de 0,25 ponto percentual ao mês, incluindo as linhas de desconto de Cheques, antecipação de crédito ao jojista e desconto de títulos. No caso de pessoas jurídicas, as novas condições valem a partir da próxima segunda-feira (16).

O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, disse que a redução dos juros contribui para a retomada da confiança, o que é determinante para deslanchar os projetos de infraestrutura e ajudar o Brasil a crescer nos próximos anos.

Santander - O banco espanhol ainda não anunciou as novas taxas de juros, mas o presidente da instituição, Sérgio Rial, sinalizou que haverá corte em breve: “O Santander acredita que deve assumir, juntamente com outras instituições financeiras, um papel protagonista na recuperação da atividade econômica. Para isso, é necessário reposicionar as taxas de juros frente à nova realidade inflacionária, que seguramente permitirá que o Banco Central conduza o Brasil rumo a juros de um dígito".

Itaú e Caixa - A Caixa Econômica Federal e o Itaú ainda não definiram cortes nas taxas de juros, mas já fizeram reuniões internas e devem anunciar reduções ainda nesta semana.

Veja Também
Supermercado troca desconto nas compras por bônus no celular
Em 2018, 41 municípios do Estado terão ICMS menor
Mercado reduz projeção de inflação
Segunda, 18 de Setembro de 2017 - 09h55PIB cresceu 0,6% no trimestre encerrado em julho, mostra FGV PIB acumulado em 2017 até o mês de julho, em valores correntes, alcançou o valor aproximado de R$ 3,78 trilhões
Domingo, 17 de Setembro de 2017 - 17h44Produtores rurais poderão renegociar dívida Com a renegociação produtores poderão conseguir novos créditos
Evento orienta empreendedores da Capital sobre créditos
Quinta, 14 de Setembro de 2017 - 11h39Atividade econômica cresce 0,41% em julho Na comparação com julho de 2016, o crescimento chegou a 2,65% (sem ajuste para o período).
Quinta, 14 de Setembro de 2017 - 09h20Trabalhadores nascidos em setembro podem receber o abono do PIS-Pasep Benefício ficará disponível para saque nos bancos até 30 de junho de 2018
Exportação de MS voltam a crescer
Número de brasileiros com contas em atraso cai em agosto
Square Noticias UCDB
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento