Campo Grande •12 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Terça, 13 de Junho de 2017 - 12h15Aplicativo que devolve dinheiro ao cliente chega à CapitalEm 1 ano em operação, Beblue já devolveu mais de R$ 3 milhões aos consumidores

(Foto: Divulgação)

O Beblue, (https://www.beblue.com.br/) empresa de meio eletrônico de pagamento que devolve ao consumidor, em dinheiro, parte do valor desembolsado em compras no varejo físico, acaba de chegar à capital do Mato Grosso do Sul, a cidade de Campo Grande. Disponível para IOS e Android, o aplicativo é gratuito e beneficia as duas pontas da cadeia – o consumidor e o comércio.

O consumidor recebe parte de seu dinheiro de volta a cada compra realizada em um estabelecimento comercial credenciado à rede Beblue e, o comércio, consegue fidelizar e trazer novos clientes, aumentando assim seu volume de vendas. Em Campo Grande, o Beblue conta com diversos parceiros filiados, dentro os quais vale destacar: Doces Momentos, Minimos, Churrascaria Figueira, Sesamo Gelateria e Oshent Sushi.

“Com o lançamento em Campo Grande, fortalecemos nossa atuação na região Centro-Oeste, que é estratégica para nosso negócio. Acreditamos muito no potencial econômico da cidade e temos confiança que nossa ferramenta contribuirá para fomentar, ainda mais, o consumo no varejo local, gerando valor tanto para os consumidores quanto para os comerciantes”, destaca o fundador da Beblue, Daniel Abbud.
 
O funcionamento da plataforma é muito simples:

1-    Faça o download gratuito do aplicativo
2-    Cadastre-se
3-    Comece a usar.

Assim, ao consumir algo em um restaurante credenciado à rede Beblue, por exemplo, o consumidor avisa que quer pagar com a máquina Beblue, que aceita as bandeiras Visa e Mastercard nas modalidades de débito ou crédito. Ao final do pagamento, basta digitar o CPF no terminal POS (a maquininha de cartão) para receber de volta, imediatamente, o crédito de um percentual do valor da compra – que pode variar de 1 até 200%. Com o saldo acumulado, o consumidor poderá realizar novas compras em qualquer estabelecimento parceiro do Beblue ou até mesmo transferir parte do saldo para um amigo.

O comércio, por sua vez, conta com o benefício de poder utilizar ferramentas  inteligentes do Beblue que contribuem para ampliar a receita do estabelecimento por meio do aumento de frequência dos clientes atuais (fidelização), elevação do ticket médio de compra e captação de novos consumidores. Para tanto, os estabelecimentos parceiros têm acesso aos dados compilados pelo Beblue, a partir do cruzamento de informações do universo de consumidores, que ajudam a entender melhor e mais profundamente cada um deles. Todas as informações podem ser acessadas num portal exclusivo.
 
Dessa forma, é possível desenvolver ações de vendas específicas para impactar perfis semelhantes que ainda não são clientes. E isso tudo dentro da mesma plataforma. “É muito difícil para o comerciante ter que gerir as demandas rotineiras relacionadas ao seu negócio e, ao mesmo tempo, desenvolver relacionamento e comunicação com seus clientes, atuais e potenciais. Nossa proposta é, justamente, oferecer uma solução simples e automatizada, que livre o comerciante desse trabalho. No fundo, existem apenas duas formas de ampliar as vendas: vender mais para o mesmo cliente ou vender para um novo. E isso só é possível por meio do relacionamento e da comunicação”, complementa Daniel Gava, outro sócio fundador da startup.
 
Sobre o Beblue - Fundado em Ribeirão Preto (SP), o Beblue (https://www.beblue.com.br/) é hoje a principal startup brasileira no setor de meios eletrônicos de pagamento e está se consolidando como a maior empresa de recompensa nesse segmento. Em apenas um ano de existência, o aplicativo conta com mais de 1 milhão de consumidores cadastrados e, em média, 100 novos estabelecimentos comerciais são credenciados todos os dias.

Atualmente, a startup está presente em quase 10 cidades, distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. A expectativa é de que, até o fim de 2017, o Beblue esteja em operação em todos os estados.

Veja Também
IPTU da Capital ficará 2,56% mais caro em 2018
Segunda, 11 de Dezembro de 2017 - 10h01Índice usado em contratos de aluguel acumula queda de 0,68% em 12 meses Apesar da deflação acumulada, o IGP-M registrou alta de 0,73% em dezembro, taxa superior ao -0,02% da prévia de novembro
Transporte e habitação fazem inflação subir na Capital
Sexta, 8 de Dezembro de 2017 - 12h28Receita abre consulta ao sétimo desde lote de restituição do IRPF de 2017 Imposto contempla 30.300 contribuintes de Mato Grosso do Sul
Arrecadação do Refis de MS chega a 70 milhões
Receita abre consulta ao último lote de restituição do Imposto de Renda 2017
Empregadores têm até hoje para fornecer informações ao Caged
Prazo para adesão ao Refis de MS encerra em 10 dias
Tarifa de água ficará mais cara em 6 de janeiro
Quarta, 6 de Dezembro de 2017 - 11h22Inflação desacelera em novembro e é menor para famílias com renda mais baixa FGV constatou ainda que a inflação medida pelo IPC-C1 fechou o mês de novembro abaixo da taxa relativa ao IPC-Br
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento