Campo Grande •24 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da Redação | Domingo, 16 de Julho de 2017 - 09h13Agronegócio cresceu 130% em 40 anosSetor é um dos responsáveis pelo fim da recessão

“O que produzíamos em Mato Grosso do Sul há 40 anos? Os números demonstram claramente nosso desempenho: temos 130% de aumento de produtividade na pecuária de corte. Na agricultura, somando a produção de soja e a perspectiva para o milho safrinha, são 18 milhões de toneladas. Além de tudo isso, nossa atividade é a que apresenta a menor inadimplência” O anúncio foi feito pelo presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, ao destacar o desenvolvimento do agronegócio no Estado durante a solenidade de anuncia do plano safra 2017/18, referente aos recursos disponibilizados pelo Banco do Brasil, será de R$ 6,4 bilhões para Mato Grosso do Sul, o montante é 28% maior que o valor registado no ano anterior, de cerca de R$ 5 bilhões.

Do total anunciado, R$ 5,1 bilhões se referem a Custeio e Comercialização, enquanto que R$ 1,3 bilhão é direcionado a Investimentos.  Saito destacou ainda: “o Banco do Brasil tem importante papel, fomentar as cadeias produtivas para que os produtores invistam em armazenagem dentro da propriedade, desburocratizar a liberação de recursos e garantir a celeridade na análise dos processos. A tarefa de produzir mais e com sustentabilidade o setor continuará cumprindo”.

Outro ponto apresentado no anúncio foi da redução de 1 ponto percentual nas taxas das principais linhas de crédito, com destaque para as linhas PCA e Inovagro, cuja diminuição é de 2 pontos percentuais.

De acordo com o superintendente estadual do Banco Brasil, Gláucio Zanettin, R$ 220 milhões serão destinados à agricultura familiar, R$ 780 milhões aos médios produtores e R$ 5,4 bilhões à agricultura empresarial.

Zanettin salientou a importância do setor produtivo para o desenvolvimento local, assim como falou também da parceria com a instituição financeira. “Vocês [produtores] fazem parte do Brasil que funciona. São os protagonistas do País e nos orgulham aqui dentro e lá fora”.

O secretário da Semagro, Jaime Verruck, citou programas do Governo de MS, como o Precoce MS e o Terra Boa, falando ainda da expectativa para o Plano Safra 2017/18: “Nossa meta é aplicar 100% dos recursos do Plano Safra para que possamos repetir os resultados de produção e investimento em tecnologia que Mato Grosso do Sul já tem expressado nos últimos anos”, disse Verruck que também destacou a importância da assistência técnica.

Participaram do evento, o diretor tesoureiro do Sistema Famasul, Luís Alberto Moraes Novaes; o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan; o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Ruy Fachini; o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini da Agraer; Luciamara Chiari, da Embrapa Gado de Corte.

 Plano Safra Brasil – Simultaneamente foi apresentado, em nível nacional, os recursos do Plano Safra 2017, com a presença do Presidente da República, Michel Temer; do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi; do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e do presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli. No total, o BB disponibilizará R$ 103 bilhões para a safra 2017/18, sendo que deste total, R$ 91,5 são para Custeio e Comercialização e R$ 11,5 bilhões para Empresas do Agro.

Entre as notícias anunciadas pelo presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, uma delas é a redução nas taxas de juros. “O recurso que financiará a produção agrícola terá, em média, uma redução de 1 ponto percentual nas taxas de juros das linhas de custeio, investimentos e comercialização da agricultura empresarial”, detalha.  A linha de financiamento do Banco do Brasil já está disponível para os agricultores desde o dia 3 de julho, início da safra 2017/2018.

 

Veja Também
Taxa de lixo poderá ser cobrada na conta de água ou luz
Shopping oferece descontos e sorteia carro 0 km
Na Capital, grandes lojas preparam virada das promoções
Águas Guariroba participa de campanha de negociação de dívidas
Terça, 21 de Novembro de 2017 - 10h51Segunda prévia do acelera a 0,37% Alta foi puxada pelos preços de produtos do setor agropecuário
CDL Campo Grande empossa novo presidente nesta terça-feira
Promoção da Sicredi Centro-Sul MS chega à reta final
MS tem menos devedores em 2017
Campanha Nome Limpo começa hoje
Taxa de religação de energia é considerada ilegal
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento