Menu
9 de abril de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Saúde
30 Jan 2020 08h01

Minha prótese rompeu, e agora?

Recente estudo realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e  Estética (ISAPS), com base em dados de 2017, demonstra um aumento de 5% no total de cirurgias plásticas no Brasil. No ranking mundial, o país fica à frente do Japão e do México, estando atrás apenas dos Estados Unidos, e por muito pouco.

Entre os procedimentos mais populares, destaque para o aumento de mamas, que é um procedimento extremamente seguro quando bem conduzido e se a paciente for bem orientada em relação aos cuidados no pós-operatório.

Em geral, após seis anos de cirurgia, o risco de rompimento espontâneo é de apenas 1% ao ano. No entanto, traumas diretos nas mamas, como quedas e acidentes, podem provocar uma ruptura.

Como identificar se minha prótese rompeu, doutor?

Os implantes de silicone hoje são preenchidos por gel de silicone coesivo e, mesmo que haja ruptura da membrana, não há vazamento. O rompimento pode ser assintomático ou identificado quando a paciente apresentar dores na região e endurecimento das mamas. Algumas vezes, somente exames de rotina são capazes de identificar rupturas.

O que devo fazer?

Procure o médico responsável pela sua cirurgia e, caso seja confirmado o rompimento, será necessária a troca da prótese. Mas, tenha calma! Esse não é um procedimento de urgência e emergência.

Lembrando que próteses de silicone são confiáveis e apenas situações incomuns são responsáveis pelo rompimento. O mais importante é sempre procurar um profissional correto e competente para a realização do seu procedimento.

Gostou do tema? Envie suas dúvidas para que possamos estar sempre conectados e discutindo aquilo que mais provoque curiosidade.

No nosso canal você é peça fundamental!

Voltar Compartilhar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

200

Leia Também

Mais de Fernando H. Novaes