Menu
24 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto

Novos tempos, velhos dias

10 Fev202006h41PorLaureano Secundo

A eleição para prefeitos e vereadores pode marcar o início de um no período na política de Mato Grosso do Sul. Muitos nomes que nunca estiveram em disputas majoritárias devem se apresentar ao eleitor e mesmo quem não vençam dependendo o desempenho eleitoral poderão sair fortalecidos para as próximas disputas.

Apesar deste prenuncio de renovação internamente nos partidos o processo segue o rito que sempre marcou a politica: alguém sempre comanda. Alguns dos futuros candidatos só estão sendo candidatos porque tiveram as bênçãos do cacique e se vencerem por certo utilizarão os mesmos métodos.

Aliança 

O pessoal que está tratando da regularização do partido Aliança pelo Brasil começa a perder a esperança de participar da eleição deste ano.

Prudência

O ex-governador André Puccinelli disse que não será candidato pois teme uma nova reação semelhante àquela de 2018 quando foi preso antes da convenção do MDB que o escolheria candidato a governador.

Semelhanças

Tucanos vem semelhanças com 2014 quando Reinaldo Azambuja esperou por Delcidio ate abril para ser o candidato ao Senado. Como Delcidio não decidiu Reinaldo lançou-se ao governo.

Meninos eu vi

O ex-presidente da Assembleia Legislativa deputado estadual Valdomiro Gonçalves  não conseguia reunir os seus colegas para encaminhar uma votação importante  quando recebeu a ligação do Governador para saber sobre a votação. Valdomiro respondeu de pronto.

- Estamos ainda na fase do talvez, talvez tenha talvez não tenha votação.

Frases

“Ainda não tenho vice, mas tenho articulador”

Pré-candidato a prefeito de Campo Grande, Deputado estadual Márcio Fernandes (MDB).

“Em abril teremos decisão a eleição de 2020”

Gobernador Reinaldo Azambuja (PSDB)