Menu
20 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto

Novo ciclo

28 Out201906h44PorLaureano Secundo

Com o anúncio do afastamento do ex-governador Zeca da corrida eleitoral de 2020 já foi dado início a um processo de renovação de lideranças dentro do partido e provavelmente poderá culminar com o afastamento de outros políticos que fizeram história no partido. A eleição do próximo diretório petista que conduzirá a eleição da Capital já se apresenta como o primeiro ato desta renovação e provavelmente determinará qual grupo que assumirá o comando do partido a partir de agora.

Esse mesmo grupo que deverá assumir o comando do PT neste momento já terá um a prova de fogo que será levar o partido a uma reação ao processo de encolhimento que está em desenvolvimento desde 2016. No mínimo se exigirá do novo grupo a eleição de mais vereadores uma vez que o partido mantém na Câmara da Capital uma bancada solitária e pouco representativa.

Sem partido

Uma frase do presidente Jair Bolsonaro deixou muitos dos seus seguidores em situação delicada pois ele afirma que poderá ficar sem partido o que pode complicar muitas candidaturas que dependem do seu apoio para se consolidar.

Ninho agitado

Na bancada do PSDB na Câmara Municipal de Campo Grande começa uma intensa agitação com divisão de posições sobre o caminho a ser seguido pelo partido. Entre o apoio à reeleição de Marquinhos Trad e uma candidatura próprio a divisão ´[e bastante acentuada.

Omertá

Já existem fortes comentários que a Operação Omertá poderá ter fortes reflexos na política local inclusive com o envolvimento de lideranças que estão no exercício do mandato e outros que têm pretensões de retorno ao poder.

Meninos eu vi

O ex-deputado Londres  Machado  ao anunciar que não iria concorrer a uma vaga na Assembleia legislativa em 2014  foi indagado por jornalistas e saiu com a seguinte resposta.

- A gente tem que saber a hora de deixar o Cassino.

Frases

“A proposta de unificação, das eleições, evitaria uma série de custos de dinheiro público”

Deputado Federal Dagoberto Nogueira (PDT).

"Não posso esperar o presidente resolver crise partidária para administrar Campo Grande”

Prefeito de Campo Grande Marcos Trad (PSD).