Menu
28 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto

Ano eleitoral

2 Jan202011h15PorLaureano Secundo

O ano de 2020 além de ter um dia a mais pois é bissexto também deve ser marcado para a realização das eleições municipais que devem eleger novos prefeitos ou reeleger os atuais além de renovar as Câmara Municipais em todo o país. Já partir do primeiro mês do ano devem começar as articulações para a composição das futuras chapas que estarão na disputa e servirá também como uma prévia para o pleito de 2022 quando estão previstos a eleição de governadores, , deputados estaduais, deputado federais, senadores e do presidente da República.

Diante desta realidade a expectativa é de que as movimentações possam ser intensas especialmente nos meses de março e abril quando será aberta a janela para que os políticos com mandato possam trocar de partido para disputar a eleição. Após essa acomodação inicial em julho acontecerão as convenções quando serão efetivadas as composições das chapas majoritárias.

Reunião decisiva

Será ainda em janeiro a reunião decisiva para a definição do nome que concorrerá pelo PT a prefeitura de Campo Grande. Pelo menos por enquanto, se estiver bem fisicamente, o nome preferido é o do deputado estadual Cabo Almi.

Crescendo

O nome do PSDB para ser o vice na chapa com Marquinhos Trad é o do presidente da Câmara vereador João Rocha. Quem vai conduzir a negociação será o o governador Reinaldo Azambuja para que haja risco de crise no ninho.

Somando

O deputado estadual Cabo Almi já teria o apoio do presidente Bolsonaro e da ministra Tereza Cristina para concorrer a prefeitura de Campo Grande e pode se aproximar do ex-governador André Puccinelli caso o MDB desista de candidatura própria.

Meninos eu vi

O ex-deputado Londres  Machado  ao anunciar que não iria concorrer a uma vaga na Assembleia legislativa em 2014  foi indagado por jornalistas e saiu com a seguinte resposta.

- A gente tem que saber a hora de deixar o Cassino.

Frase

“Só vou pensar isso a partir de abril”

Prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD)

“Juiz de garantia inviabiliza o sistema criminal brasileiro”

Senadora Simone Tebet (MDB)