Menu
18 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Oportunidades

Curso de Classificação de Grãos prepara profissionais para mercado da soja e milho

Classificadores podem trabalhar em silos, cerealista, armazéns, propriedades, cooperativas e corretoras de grãos

27 Set2019Da redação15h39

Fiscalizar a qualidade dos grãos vendidos pelos produtores rurais, seja para uma cooperativa, cerealista, trading ou indústria. A soja e o milho devem estar de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Pensando na importância desta análise, o Senar/MS oferece o curso de Formação Profissional Rural em Classificação de Grãos.

O plantio da soja safra 2019/2020 foi lançado recentemente e, na maior parte de Mato Grosso do Sul, a tão esperada chuva chegou nesta quarta-feira (25). Notícia boa para os agricultores que, deve incluir no seu planejamento, alguns parâmetros oficiais para comercialização que estabelecem a qualidade dos grãos e evita perdas no negócio. 

A classificação tem papel fundamental nesta dinâmica. “Ela permite a seleção dos itens para diferentes usos e evita a venda de produtos inadequados ao consumo. Neste ponto, a capacitação oferecida gratuitamente pelo Senar/MS, aborda a legislação referente aos procedimentos para a classificação vegetal, seguindo os padrões estabelecidos no país”, explica a instrutora do curso, que é especialista em Manejo, Fertilidade de Solos e Nutrição de Plantas, Amanda Barreto. 

A tecnologia, neste caso, é basicamente visual. O método utilizado para classificar grãos utiliza equipamentos simples e manuais, como peneiras, pinças estiletes, alicates e o principal e a observação.  

“A análise está fortemente relacionada a qualidade dos grãos e o parâmetro bastante relevante para a comercialização. É importante saber a diferença entre as classificações. A oficial segue normas de segurança alimentar para ofertar produtos seguros aos consumidores finais; e a classificação comercial, que pode ser ajustada para atender a necessidade de cada empresa”, acrescenta. 

Levando em consideração o nível de exigência quanto aos grãos e ao valor final do produto, o mercado tem espaço para estes profissionais. “Cada situação exige um profissional específico como o classificador oficial, ou o classificador treinador/prático, que é a nossa maior demanda no mercado atualmente”, conclui.

Veja Também

IFMS encerra seleção para professor temporário neste domingo
Empresa divulga vagas para Campo Grande e Dourados
Funsat abre cursos gratuitos em diferentes áreas
Funtrab tem 200 ofertas de vagas para a Capital
Prazo de inscrição para 40 vagas de trabalho na Sanesul termina hoje
Inscrições abertas para curso gratuito de vendas e persuasão
Inscrições abertas para “Projeto Donos do Futuro” em Três Lagoas
Divulgado local de provas da seleção para professores temporários
Curso gratuito de idiomas tem inscrição aberta até sexta
Processo Seletivo oferece 2 vagas para auxiliar