Campo Grande •18 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Valdelice Bonifácio | Segunda, 13 de Fevereiro de 2017 - 14h00Vila Carvalho vai cantar e sambar devoção a São JorgeCampeã do ano passado, escola confia na proteção do santo para brilhar na avenida

  
José Carlos Carvalho explica que a decisão pela homenagem ao santo foi coletiva da escola (Foto: Marco Miatelo)
  • José Carlos Carvalho explica que a decisão pela homenagem ao santo foi coletiva da escola

"Com armas de Jorge não fico sozinho. Sua espada reluz ilumina meu caminho."

O verso acima é parte do samba-enredo Salve Jorge, o Guerreiro da Vila que que o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Vila Carvalho vai cantar na Avenida Alfredo Scaff, em Campo Grande, na noite de 28 de fevereiro quando desfilará em busca do seu décimo nono título no grupo especial.

Campeã do ano passado, a escola confia na proteção de São Jorge para brilhar na avenida novamente. O presidente da Vila José Carlos Carvalho explica que a decisão pela homenagem ao santo foi coletiva da escola. "Aqui, quase todos são devotos deste santo então não foi difícil escolher", comenta. O enredo assinado por Luizinho Ramos, Mike Candido e  Fabiano Tennor fala em versos sobre o "nobre cavaleiro iluminado" que "converteu o martírio da tortura em devoção."

A escola pretende levar cerca de mil pessoas para a Alfredo Scaff, ou o máximo que conseguir vestir com as fantasias que, aliás, não são vendidas, mas sim cedidas aos participantes. "Nós
cedemos, mas a pessoa tem que saber cantar samba enredo. Essa é a condição", afirma José Carlos.

Para este ano, a Vila está preparando pelo menos oito alas e três carros alegóricos. Nas fantasias, as pedrarias garantem brilho especial ao verde e rosa, cores da escola. Por enquanto, a Vila preserva segredos. A reportagem foi autorizada a fazer apenas fotos de detalhes das fantasias. Houve pouco reaproveitamento de materiais usados no ano passado. Somente algumas armações, plumas e pedras estão sendo recicladas. O restante é novo e que foi comprado em outros estados.

Veterana nos bastidores da Vila, dona Inês Mônica de Castro é uma das voluntárias que dá forma aos materiais. "Só para este ano, acho que já fiz umas 200 fantasias", relata a costureira. "São mais de 40 anos no barracão, tudo por amor à escola. Eu gosto é deste trabalho, ajudar a construir o que vai ser visto pelo público", comenta. Nas quatro décadas em que serve à escola, dona Inês esteve na avenida uma única vez, no ano passado, quando o enredo homenageou o presidente José Carlos, seu ex-marido, com teve o filho Wlauer, atual vice-presidente da escola.

Além do voluntariado dedicado, outro ponto forte da Vila é o envolvimento da comunidade que ajuda a escola sem cobrar nada por isso. A dona de casa Djane Terezinha Chacha Martina, de 53 anos, por exemplo, emprestou cômodos da casa dela que fica perto do barracão para a escola guardar as fantasias até que chegue o momento de distribuí-las aos participantes. "A união da comunidade faz uma escola melhor", analisa Djane.

A vizinha generosa, inclusive, vai desfilar na Vila neste ano. "Vai ser minha primeira vez na avenida. Ainda nem sei que fantasia vou vestir, mas pode ser qualquer uma que estarei muito feliz", enaltece.

A diretoria estima que gastará cerca de R$ 180 mil para se apresentar no Carnaval deste ano. Parte do recurso foi arrecadada durante os eventos que a escola realizou desde o ano passado. Como qualquer agremiação, a Vila aguarda a verba do governo estadual para ajudar a quitar as contas. O poder público vai repassar R$ 250 mil que será dividido entre as nove escolas de samba. A previsão é de que o dinheiro saia na segunda quinzena do mês.

Os desfiles serão realizados nos dias 27 e 28. Na primeira noite, desfilarão a escola mirim Herdeiros do Samba, que traz o enredo “Sou sertanejo, sou sambista, venham me ver nesta pista”; Unidos do Aero Rancho (Troféu para o Tema); Unidos do São Francisco (Índios Pantaneiros, a História dos Guerreiros Sul-Mato-Grossenses); Cinderela Tradição do José Abrão (No céu, na terra, no mar, mistérios que ninguém soube explicar! De onde viemos, para onde vamos? Cinderela na passarela a imaginar); Unidos do Cruzeiro (Mama África, o Brasil tem seu sangue).

Na noite de 28 de fevereiro é a vez da Vila Carvalho (Salve Jorge, o Guerreiro da Vila);  Igrejinha (100 anos do Poeta Manoel de Barros); Catedráticos do Samba (A Colônia Paraguaia) e Deixa Falar (Tem cheiro de Camalote, tem gosto de Tarumã).  

Confira na íntegra o samba enredo da Vila

Salve Jorge

Salve Jorge, nobre cavaleiro iluminado
Guerreiro.. a luta do bem contra o mal
Vestido em sua fé cristã
converteu o martírio da tortura em devoção.
A virtude de Jorge se eternizou
com bravura suportou a dor
Derrotando a ira do imperador
sua honra de se espalhou pelo mundo inteiro
"Jorge santo guerreiro."
Padroeiro...adorado por nações
Um protetor fiel ... guardião de pavilhões

Montado em seu cavalo venceu o dragão
Vestiu a princesa de amor e paixão
Com armas de Jorge não fico sozinho
Sua espada reluz, ilumina meu caminho

A alma de um vencedor inspira melodias
Poesias a arte retratada pelas mãos
É Folclore ... tem magia
Na tela a mais bela expressão
De peito aberto acendo vela em seu louvor
Bato cabeça no conga...firmo ponto pra Ogum O
Luar (oh luar!) Onde São Jorge foi morar
(oh Luar)
E lá do céu abençoar a minha escola em oração 
Hoje a verde e rosa está em festa
Eu sou mais um nessa linda procissão

Axé meu povo, pede axé
Vila Carvalho numa corrente de fé
Pra exaltar nosso santo guerreiro
Firma o batuque pra São Jorge padroeiro

Por: Luizinho Ramos, Mike Candido e Fabiano Tennor

Veja Também
Neta de Antônio Morais faz vernissage de estreia com aquarelas
Congresso Nacional de Arte Educadores será realizado em Campo Grande
Festa do Folclore vem atingindo elevado nível de satisfação popular
Estação Cultural Mostra das Nações celebra 118 anos da Capital
Sesc Morada dos Baís é palco de samba, blues, reggae e rock
Premiado pela Fundação de Cultura, “Revolução” estreia nesta sexta-feira na Capital
Escola pública de Dourados recebe livros da Sicredi
Com chamamé, aluno da Escola Oito de Dezembro vence 1º Prêmio Helena Meirelles
Quinta, 10 de Agosto de 2017 - 12h38Senac leva cozinha show com receitas variadas a festival em Campo Grande Evento faz parte da comemoração do aniversário da Capital e a entrada é gratuita
Cineclube UFGD exibirá
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento