Menu
20 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Geral

Sesc realiza a pintura da Morada

O trabalho seguirá ao longo do mês, sem interferir na programação de shows semanais

4 Jun2019Da redação09h10

O Sesc Morada dos Baís inicia pintura da fachada nesta terça-feira, 04. O trabalho seguirá ao longo do mês, sem interferir na programação de shows semanais. Desde 2015 com o Sesc à frente da administração da Morada dos Baís, a unidade figura como um dos principais pontos culturais de Campo Grande, com grande aderência recebendo mensalmente um público médio de cinco mil pessoas.

“Entendemos que é fundamental que a população possa ter acesso ao patrimônio histórico e também às ações culturais que agradam diversas gerações com apresentações musicais e ainda à exposição permanente da Casa da Memória Lídia Baís. 
A cultura é um dos cinco pilares de atuação do Sesc, que tem como missão educar para a conquista da qualidade de vida da clientela comerciária, beneficiando também a população em geral. Visando preservar a característica arquitetônica local, iniciamos a pintura externa do prédio, seguindo as normas estabelecidas pela Prefeitura de forma a não descaracterizar o imóvel, que é tombado pelo patrimônio histórico”, explica a diretora regional do Sesc, Regina Ferro. A empresa CR Arquitetura é quem irá executar os serviços, tendo como responsável técnico o arquiteto Rodrigo Corrêa Rosa.

A Unidade sedia, em média, dezesseis apresentações musicais por mês, com shows de quarta-feira a sábado. Além da programação musical semanal, também já recebeu ações de grande representatividade cultural, como o I Festival Sesc MS de Circo, em junho de 2017; a Temporada do Chapéu, com cinco espetáculos de Teatro de Rua, realizada em março de 2017; ações do Sesc Nacional, como Sonora Brasil e Leituras Encenadas que ocorrem todos os anos, além de ações especiais do Centenário de Manoel de Barros, no ano de 2016; ações do Centenário da Morada dos Baís, em 2018 e, ao longo destes anos, programações especiais no período natalino, compondo com a decoração da Capital.

Outro ponto alto é a gastronomia, com oferta de pratos preparados especialmente pelos chefs do Sesc, agregando mais opções com ingredientes típicos da culinária de Mato Grosso do Sul.  “Acreditamos conhecer um povo pelo o que se come e temos a proposta de oferecer no Sesc Morada dos Baís um cardápio que é cultura. É possível encontrar ali desde um quebra-torto até pratos especialmente feitos com ingredientes regionais por nossos chefs. Queremos que as pessoas cheguem e tenham contato com a cultura sul-mato-grossense da música à refeição”, diz Regina Ferro.

Vitrine – A formação de público aliada à democratização do espaço histórico com entretenimento são pontos fortes do Sesc Morada dos Baís elencados pela classe artística. “Eu me sinto da família Sesc e não somente um cantor contratado. Sabemos da dificuldade que é cuidar de um prédio como este, que é um ponto histórico e também cultural com presença de artistas de várias vertentes, todos de excelente qualidade. É referência para visitação, é um prestígio muito grande se apresentar no Sesc”, avalia Chicão Castro. O sambista Gideão destaca que, além de ser uma “vitrine” para os artistas, o Sesc Morada dos Baís também oferece qualidade técnica para que façam uma boa apresentação. “A população desfruta de um espaço aconchegante com uma estrutura maravilhosa e grandes shows, com entrada gratuita. O artista é sempre bem acolhido, com todo o suporte para que apresente um trabalho à altura do que requisitou”.

Veja Também

Romance divertido, peça Amor 1980 reestreia encantando público
Fim de semana tem espetáculos de dança gratuitos na Capital
Marco abre segunda temporada de exposições de 2019
Livraria doa 370 livros infantis para escola da Reme
Obra do biólogo espanhol Ignácio Jiménez-Pérez será lançada em MS
Projeto Arte do Meu Bairro vai ao Dom Antônio neste sábado
Fernando Marson mostra seu talento em nova exposição da Energisa
Sertanejos de MS vencem concurso nacional de talentos
Confraria Sociartista terá sede em espaço cedido pela prefeitura
Escritora campo-grandense toma posse entre os imortais da literatura