Menu
21 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Cultura

"Se segura malandro" será exibido pelo Cineclube UFGD neste sábado

Sessão é aberta ao público e a classificação indicativa do filme é de 16 anos

17 Set2016Da redação17h33

Dando continuidade à exibição da coletânea “A Crônica Malandra de Hugo Carvana”, o projeto de extensão Cineclube UFGD apresentará a comédia “Se segura malandro” (1977), dirigida por Hugo Carvana, amanhã (17), às 17h, no cineauditório da Unidade 1 (Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso). A sessão é aberta ao público e a classificação indicativa do filme é de 16 anos.

Esse é o segundo dos quatro filmes que formam a coletânea “A Crônica Malandra de Hugo Carvana” e que são apresentados na sequência pelo Cineclube até 1º de outubro, com objetivo de valorizar a filmografia de Hugo Carvana.

De acordo com a sinopse, a madrasta realidade que se abate sobre a maioria da população carioca é exorcizada pelo riso em “Se segura malandro”, que é o segundo filme de Hugo Carvana. Uma louquíssima estação de rádio clandestina, comandada pelo não menos louco animador Paulo Otávio (Hugo Carvana) e pela repórter de rua Calói Volante (Denise Bandeira), desvenda em suas reportagens todo o absurdo do cotidiano carioca. Alcebíades (Lutero Luiz) resolve sequestrar um elevador no dia que completa 30 anos de trabalho, num gesto de protesto conta uma existência opaca e inútil, mas uma multidão de personagens ocupa e enlouquece mais ainda o elevador.
A música original é de Chico Buarque (Feijoada Completa), Aldir Blanc e João Bosco (Plataforma).

Sobre a coletânea - A coletânea traz uma seleção de filmes que fora telecinados e tratados para resgatar a qualidade de imagem e som do negativo original, resultando em uma exibição digital que é iniciativa conjunta da MAC Produções e do Centro Técnico Audiovisual do Ministério da Cultura.

Na “A Crônica Malandra de Hugo Carvana” os personagens – desde o Dino de “Vai trabalhar vagabundo!”, passando pelo locutor Claudio Otavio de “Se segura malandro” (1977) até o Zeca de “Bar Esperança” (1983) – marcam de forma permanente a carreira do ator e diretor de todos os cariocas nos anos de 1970 e 1980. O encerramento da Crônica será com o filme “vai trabalhar vagabundo II” de 1991, exibido em 1º de outubro.

O Cineclube UFGD recebeu esses filmes do Centro Técnico Audiovisual do Ministério da Cultura que enviou o material para o circuito alternativo (universidades públicas, cinematecas, cineclubes etc) das cinco regiões do Brasil, com o objetivo de incentivar a exibição, sem fins lucrativos, de filmes raros para o público em geral – desde estudantes a pesquisadores e apreciadores da sétima arte.

Veja Também

Abertas as inscrições para 9º Festival Internacional de Teatro
Semana do Cinema Brasileiro no MIS
Inscrições para 2° Festival de Graffiti da UFGD estão abertas
Cine Sesc exibe documentários e comédia brasileira
Semana do Cinema Brasileiro exibe filmes gratuitos no MIS
Deborah Colker apresenta ‘Cão Sem Plumas’
Livros são premiados na 15° edição do Prêmio Sesc de Literatura
Artista plástico cria obra para homenagear cultura de MS
MIS e parceiros promovem atividades alusivas à Semana do Meio Ambiente
Festival da Canção de Corumbá recebe inscrições