Menu
26 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner segov dengue
Tempo de renovação

Santuário lotado na Quarta-feira de Cinzas

Fiéis enchem a igreja de Campo Grande para celebrar a chegada da Quaresma

6 Mar2019Luany Mônaco - Especial para o Diário Digital18h39
(Foto: Marco Miatelo)
  • Fiéis aguardavam em fila pela imposição da cinzas
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

E mais uma vez o Carnaval terminou em cinzas. Na religião católica ungir a testa com borralho em toda quarta-feira posterior à festa popular mais conhecida e comemorada do Brasil é um costume milenar que segue simbolismos passados de geração a geração. Nesta Quarta-feira de Cinzas (06) milhares de fiéis passaram pelo Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, para iniciarem os 40 dias de preparação para a Páscoa.

No catolicismo estar preparado para a chegada da Páscoa (ressurreição de Jesus Cristo) é essencial, cristãos devem estar livres de pecados e sãos de corpo e mente para presenciar o renascimento do Salvador e por isso passam por um processo de limpeza, mais conhecido como Quaresma, que antecede a maior festa do calendário litúrgico.

Tudo começa com a imposição das cinzas, este ritual demarca o ser humano penitente que reconhece suas fragilidades e tem o desejo de conversão.  A mudança acontece durante o itinerário de conversão, período de Quaresma, com a modificação de atitudes diárias que influenciam na experiência cotidiana do ser, assim todos estarão preparados para a renovação aguardada com a chegada da Páscoa.

Além da Liturgia Dominical a igreja indica três dimensões especiais a serem seguidas no tempo de Quaresma, a primeira delas é a oração, de acordo com o Padre Reginaldo o cristão deve rezar mais, tentar um contato especial com o sacramento e confessar. A segunda medida é desenvolver a caridade, como disse o sacerdote “aquele que reza está sensível a sentir a dor do outro e estender a mão para aquele que necessita”. A última e não menos importante ação é o jejum o que não significa simplesmente deixar de ingerir alimentos prediletos, mas também deixar de ter atitudes que machucam o próximo. “O jejum oferece a renovação espiritual, a renovação própria, proteção pessoal”, explica Reginaldo.

No santuário Estadual foram celebradas três missas nesta Quarta-feira de Cinzas e outras 18 novenas no intervalo de uma em uma hora a partir das 06h até as 23h. De acordo com o Padre Reginaldo a estimativa é de que pelo menos 25 mil pessoas passaram pelo templo cristão para receberem as cinzas da renovação. “A renovação não é um passe de mágica que vai acontecer de repente, ela deve ser preparada no cotidiano”. encerra o sacerdote.   

Veja Também

Fundação de Cultura inaugura ‘Espaço Jorapimo’ com obras inspiradas em Lídia Baís
Semana da Francofonia celebra expressões culturais com sessões de cinema no MIS
Escolas têm até hoje para inscrever alunos em concurso de cartas
UFGD e UEMS sediam evento de Literatura e Arte Contemporânea
Cia Dançurbana estreia ‘Temporada Quanto Custa?’
Sesc Cultura terá estúdios de Pintura e Cerâmica
Oficinas gratuitas de pintura na biblioteca do Horto Florestal
Agentes da PF lançam livro com relatos de investigações em MS
Cine Sesc tem dramas e título em espanhol nesta semana
Festeja trará grandes nomes da música sertaneja à Capital