Menu
20 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Tempo de renovação

Santuário lotado na Quarta-feira de Cinzas

Fiéis enchem a igreja de Campo Grande para celebrar a chegada da Quaresma

6 Mar2019Luany Mônaco - Especial para o Diário Digital18h39
(Foto: Marco Miatelo)
  • Fiéis aguardavam em fila pela imposição da cinzas
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

E mais uma vez o Carnaval terminou em cinzas. Na religião católica ungir a testa com borralho em toda quarta-feira posterior à festa popular mais conhecida e comemorada do Brasil é um costume milenar que segue simbolismos passados de geração a geração. Nesta Quarta-feira de Cinzas (06) milhares de fiéis passaram pelo Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, para iniciarem os 40 dias de preparação para a Páscoa.

No catolicismo estar preparado para a chegada da Páscoa (ressurreição de Jesus Cristo) é essencial, cristãos devem estar livres de pecados e sãos de corpo e mente para presenciar o renascimento do Salvador e por isso passam por um processo de limpeza, mais conhecido como Quaresma, que antecede a maior festa do calendário litúrgico.

Tudo começa com a imposição das cinzas, este ritual demarca o ser humano penitente que reconhece suas fragilidades e tem o desejo de conversão.  A mudança acontece durante o itinerário de conversão, período de Quaresma, com a modificação de atitudes diárias que influenciam na experiência cotidiana do ser, assim todos estarão preparados para a renovação aguardada com a chegada da Páscoa.

Além da Liturgia Dominical a igreja indica três dimensões especiais a serem seguidas no tempo de Quaresma, a primeira delas é a oração, de acordo com o Padre Reginaldo o cristão deve rezar mais, tentar um contato especial com o sacramento e confessar. A segunda medida é desenvolver a caridade, como disse o sacerdote “aquele que reza está sensível a sentir a dor do outro e estender a mão para aquele que necessita”. A última e não menos importante ação é o jejum o que não significa simplesmente deixar de ingerir alimentos prediletos, mas também deixar de ter atitudes que machucam o próximo. “O jejum oferece a renovação espiritual, a renovação própria, proteção pessoal”, explica Reginaldo.

No santuário Estadual foram celebradas três missas nesta Quarta-feira de Cinzas e outras 18 novenas no intervalo de uma em uma hora a partir das 06h até as 23h. De acordo com o Padre Reginaldo a estimativa é de que pelo menos 25 mil pessoas passaram pelo templo cristão para receberem as cinzas da renovação. “A renovação não é um passe de mágica que vai acontecer de repente, ela deve ser preparada no cotidiano”. encerra o sacerdote.   

Veja Também

Sábado infantil do Sesc tem oficina, cinema e teatro
Pinturas gigantes são revitalizadas
Programação especial no MIS celebra Dia do Cinema Brasileiro
Festival de Inverno de Bonito terá criatividade do BaianaSystem
Cine Sesc destaca o Cinema Novo, Tropicália e drama cotidiano
Sesc tem oficina de monotipia e cinema para crianças neste sábado
Tradicional Arraial do Banho de São João terá quatro dias de festa
Arraial da Capital começa nesta quinta-feira
Cine Sesc tem filme que marcou o cinema novo e drama francês
Estudantes de MS vencem Projeto Cineastas 360º